Galo avalia condição de Victor para definir contratação de Lauro

Do correspondente Gustavo Aleixo - Belo Horizonte,MG

29-03-2016 08:04:26

O Atlético-MG ainda avalia a situação do goleiro Victor, que realizou uma artroscopia no joelho direito no último dia 16 de março, para saber se contratará ou não o experiente Lauro, de 35 anos, arqueiro do Lajeadense.

Em contato com o Superesportes, o presidente do Galo, Daniel Nepomuceno, afirmou existir uma possibilidade mínima de Victor estar à disposição para o duelo do próximo dia 6 de abril (quarta-feira), contra o Independiente del Valle, do Equador, pela Copa Libertadores. Diante disso, o mandatário destacou que haverá uma reunião entre a diretoria e o departamento médico para saber a real condição do camisa 1 atleticano.

“Vou me reunir com o Maluf (Eduardo, diretor de futebol). Estamos esperando um parecer do departamento médico para saber se o Victor tem condições de viajar semana que vem. O Victor esteve no estádio ontem (domingo, contra o Cruzeiro), disse que se sentia bem. Através desse parecer, a gente vai definir sobre o Lauro. É uma chance mínima para o Victor, mas existe. E, claro, temos que avaliar também a questão do risco”, colocou Nepomuceno.

Victor segue se recuperando da artroscopia realizada no joelho direito (Bruno Cantini/CAM)
Victor segue se recuperando da artroscopia realizada no joelho direito (Bruno Cantini/CAM)

Caso Victor seja vetado, a tendência é que o reserva Giovani, também lesionado, seja substituído por Lauro na lista de inscritos da Libertadores, já que o Galo possui apenas o jovem Uilson como atleta disponível para a posição no torneio. De acordo com o regulamento da competição, a substituição de goleiros implica a impossibilidade de o arqueiro substituído voltar a ser utilizado pelo clube no torneio, o que é considerado injusto pelo presidente Daniel Nepomuceno.

“É uma injustiça com o Atlético, que tem dois goleiros que passaram por cirurgia. O clube tem de optar pela exclusão de um deles. Esse é o maior problema, não é nem contratar um goleiro”, destacou.

Lajeadense se irrita – Apesar de ainda analisar a situação de Victor, o Galo já está praticamente acertado com Lauro, que assinaria um contrato de três meses, em que receberia R$ 25 mil mensais no clube mineiro. A negociação foi costurada pelo empresário Jorge Américo, o mesmo do técnico Diego Aguirre, que indicou o goleiro de 35 anos ao comandante atleticano.

Mesmo com a negociação próxima se ser sacramentada, o presidente do Lajeadense, Everton Giovanella, critica a condução das tratativas, tendo em vista que o Atlético-MG ainda não entrou em contato por Lauro. De acordo com o mandatário, o interesse do Galo no goleiro chegou ao clube gaúcho por meio do empresário do atleta, Luiz Alberto Pimenta.

Alheio às tratativas, Lajeadense criticou condução da negociação por Lauro (Ricardo Duarte/Internacional)
Alheio às tratativas, Lajeadense criticou condução da negociação por Lauro (Ricardo Duarte/Internacional)

“Ninguém do Atlético entrou em contato conosco. Você acha que o Galo não tinha que entrar em contato se ele quer o jogador? Podemos estar perdendo nosso melhor jogador e eu não sei se posso contar com ele para os jogos finais do Gauchão ou não”, desabafou.

“É uma vergonha quem conduziu e da forma que conduziram esse negócio. Demos uma oportunidade ao goleiro que ficou um longo tempo sem jogar, estava praticamente aposentado. E nem o Lauro me disse nada sobre a negociação com o Atlético. Nosso time merece mais respeito”, completou Giovanella ao Superesportes.

Ao tomar conhecimentos dos questionamentos feitos pelo Lajeadense, o presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, se defendeu e salientou que ainda não entrou em contato com o clube gaúcho por ainda não saber se contratará ou não Lauro.

“Não comuniquei ainda porque não sei se vou contratar. Não vou ligar e falar apenas que é um dos goleiros que me interessa”, justificou o presidente atleticano.

Deixe seu comentário