Com gol no último minuto, Galo vence o Ceará e segue 100%

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG
04/05/2019 23:08:17

Em: Atlético-MG, Bastidores, Brasileiro Série A, Campeonatos, Ceará
Atlético vence e segue 100% no Brasileirão (Foto: Atlético)

O início deste texto era diferente. Nele, estava o relato de um empate por 1 a 1 e o fim da campanha 100%. No entanto, no último minuto de jogo, com um gol de cabeça, o Atlético venceu o Ceará, por 2 a 1, de virada, no Castelão, e a manutenção da invencibilidade no Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Galo avança para a liderança do Campeonato Brasileiro, com nove pontos conquistados. O Ceará, com uma vitória, tem três pontos, na sexta colocação do torneio nacional.

Foi um duelo difícil para o Galo. O atacante Ricardo Bueno, em grande fase no Vozão, marcou o primeiro gol aos 23 do primeiro tempo. Dois minutos depois, Nathan marcou o tento de empate. No finalzinho, Jair subiu mais que todo mundo, em cobrança de escanteio, e colocou o Galo na frente.

O Atlético agora se prepara para o duelo contra o Palmeiras, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Independência – o Galo estuda a possibilidade de mandar a partida para o Mineirão. Já o Ceará vai até o Serra Dourada enfrentar o Goiás, no sábado, às 21h.

Primeiro tempo

O Atlético entrou em campo com sérios problemas para armar sua equipe. O técnico Rodrigo Santana não tinha a disposição o meia Luan e Cazares segue fora ainda sentindo dores – embora o exame de imagem não tenha constatado lesão. Com isso, Nathan ganhou oportunidade.

A partida iniciou com grande intensidade. Os primeiros minutos mostraram que seria uma partida movimentada, com os times buscando o confronto. Vale destacar a disposição defensiva do Atlético. Após Rodrigo Santana assumir o trabalho, o clube mineiro se defende melhor e deu padrão de jogo, algo inexistente na época de Levir Culpi. Sempre quando um jogador do Ceará pegava na bola, no campo de ataque, três atletas do Galo aproximavam.

A primeira grande chance foi do Galo. Aos sete, em contra-ataque rápido, Chará pegou a bola e chutou forte, mas o goleiro conseguiu fazer a defesa.

Lei do Ex

A memória de qualquer atleticano deve brigar contra a imagem que se mostrou no gol do Ceará. Isso porque aos 23, Samuel Xavier cruzou para Ricardo Bueno que colocou a bola no fundo das redes. O atacante venceu o lateral-direito Guga pelo alto para marcar. O detalhe é que a dupla do Ceará já vestiu a camisa atleticana, ambos deixaram a Cidade do Galo pela porta dos fundos, com críticas pelos serviços prestados.

Galo empata rapidamente

No lance seguinte ao gol sofrido, o Atlético buscou o ataque pela direita. Após troca de passes entre Guga e Geuvânio, o ala cruzou e Nathan dominou, aos 25, já dentro da área, e mandou para o fundo das redes, garantindo seu segundo gol com a camisa do Atlético.

Após o tento, o Galo seguiu melhor em campo. A equipe conseguia ter mais a bola nos pés e pela direita, Geuvânio apresentava uma ótima opção de ataques. O Atlético não dava espaços ao Ceará e quando a equipe da casa ficava com a bola nos pés, não conseguia avançar nas linhas atleticanas.

Após determinado momento do jogo, o Atlético entendeu o jogo do Ceará, com várias bolas passando pelos pés do lateral Samuel Xavier e isso facilitou a situação, pois com a marcação mais apertada naquele lado o Ceará não conseguia mais escapar.

No finalzinho, o Ceará quase desempatou. Em cobrança de falta de Thiago Carleto, o goleiro Victor falhou e a bola pegou na trave. No rebote, o ataque cearense não conseguiu aproveitar.

Segundo tempo

Na volta para a etapa complementar, o Ceará voltou com mais consistência. O Atlético se defendia com qualidade, da mesma maneira que estava, mas não tinha, nos primeiros minutos, uma saída com qualidade.

Aos 10, em cruzamento na área, Ricardo Bueno colocou a cabeça na área e mandou a bola para o fundo das redes. O árbitro de vídeo entrou na história e anulou o tento, pois o camisa 9 estava um passo a frente do lateral-esquerdo Fábio Santos.

Depois do tento anulado, o Galo voltou a ter melhor comportamento em campo e passou a controlar a partida. Se defendendo bem, com qualidade, quando era necessário, mas trocando mais passes.

Aos 25 foi à fez de o Galo parar no VAR. Em cruzamento na área, Ricardo Oliveira aproveita a chance para colocou para dentro, mas durante a comemoração ele viu que o juiz consultou o árbitro de vídeo. O lance foi anulado porque o zagueiro Igor Rabello estava impedido e participou ativamente na situação.

No último minuto, Jair, de cabeça, aproveitou a cobrança de escanteio e colocou a bola no fundo das redes para dar a vitória ao Galo.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 1 X 2 ATLÉTICO-MG

Local: Arena Castelão, Fortaleza
Data: 04 de maio de 2019 (Sábado)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)

Gols: Ricardo Bueno, aos 23 do primeiro tempo (Ceará); Nathan, aos 25 do primeiro tempo, Jair, aos 48 do segundo tempo (Atlético)
Cartões: Jair (Atlético)

CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio e Thiago Carleto; Fabinho, Edinho, Ricardinh0 (Bergson), Chico (Matheus Gonçalves), Fernando Sobral e Ricardo Bueno (Pedro Ken).
Técnico: Enderson Moreira

ATLÉTICO–MG: Victor, Guga, Igor Rabello, Rever, Fábio Santos, José Welison, Elias, Nathan (Jair), Geuvânio (Maicon), Chará e Ricardo Oliveira (Rafael Papagaio)
Técnico: Rodrigo Santana