Futebol/Atlético-MG

Atlético-MG vence Rowdies e encerra a Copa Flórida de maneira positiva

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG
14/01/2017 21:11:26 — 14/01/2017 21:21:45

Em: Atlético-MG, Futebol, Notícias
Equipe alternativa do Atlético-MG encerrou Copa Flórida com uma vitória (Foto: Gregg Newton/AFP)
Equipe alternativa do Atlético-MG encerrou Copa Flórida com uma vitória (Foto: Gregg Newton/AFP)

Os jovens do Atlético-MG conseguiram alcançar o objetivo e conquistaram uma vitória da Copa Flórida ao vencer o Tampa Bay Rowdies, na noite deste sábado, por 2 a 0, na cidade de São Petersburgo. O resultado deixa a parte brasileira da competição com os primeiros três pontos.

Apesar de ser um torneio amistoso, a competição valeu muito para alguns garotos do Galo. Com o técnico Roger Machado comandando os treinamentos em Belo Horizonte, com o time principal, a equipe da Copa da Flórida foi alternativa, com jovens da base e alguns profissionais. As exibições foram importantes para algumas promessas mostrarem seus trabalhos.

Primeiro Tempo

O jogo começou equilibrado. As equipes se estudavam. O Atlético, no entanto, tinha uma proposta de jogo mais acentuada. E foi assim que nasceu o primeiro gol, aos 7 minutos, em contra-ataque rápido do Galo que saiu da defesa para ataque com velocidade, à bola chegou a Capixaba que finalizou forte. O goleiro defendeu, mas deu rebote e Leonan aproveitou para marcar seu tento.

A melhor chegada do Tampa até os 15 minutos de jogo foi um chute de fora da área, que o goleiro Uilson defendeu com tranquilidade. O Galo, por sua vez, seguia com boa postura em campo e tentava alguma agressão. Aos 19, Leonan fez cruzamento na área e por pouco o ataque alvinegro aproveitou a chance.

Aos 31 o Galo voltou a apresentar perigo. Leonan, que fazia ótima partida, não apenas pelo gol, mas também pelas boas oportunidades criadas e postura dentro de campo, cobrou boa falta e levou dificuldades para o arqueiro adversário que precisou se esticar todo para fazer a defesa.

Até o fim do primeiro tempo, o Galo seguiu melhor, sendo dono da partida. A equipe alvinegra utilizava bastante os lados do campo, algo que atrapalhava o povoado meio campo do Tampa. Capixaba era um dos atleticanos que faziam boa apresentação, junto com Leonan que aos 46 minutos cobrou falta tirando tinta da trave.

Segundo Tempo

O Atlético voltou melhor na etapa complementar. E o jovem Cabixaba seguia mostrando suas qualidades, com dribles e boas chegadas ao ataque. Leonan também seguia se mostrando para o jogo.

E a confirmação do bom momento dos garotos do Galo foi o segundo tento. Após cruzamento na área feito por Patric, Rodrigão adiantou a zaga e colocou no cantinho do goleiro adversário. O tento também confirmou a boa partida do jovem defensor atleticano.

Após o tento a partida voltou a esfriar. O Galo tinha o comando total do jogo e mantinha a posse de bola. O Rowdies não tinha força, nem técnica, para buscar algo maior e olhava em vários momentos a equipe brasileira trocar passes.

Quando o jogo aproximava do fim, o Tampa passou a ter mais força em campo. O time adiantou a linha de marcação e passava a ter mais facilidades para alcançar a meta do goleiro Uilson, parte disso por cansaço dos atleticanos e também alguma tranquilidade pelo placar. O resultado, no entanto, seguiu inalterado.

FICHA TÉCNICA
Atlético-MG 2 x 0 Tampa Bay Rowdies

Local: All Lang Stadium, em St. Petersburg, na Flórida (EUA)
Data: 14 de janeiro, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Emmanuel Darriba
Assistentes: Esteban Rosano e Stephen Richardson JR
Gols: Leonan, aos 7 minutos do primeiro tempo, Rodrigão, aos 6 minutos do segundo tempo (Atlético)
Cartões Amarelos: Vingaard, Nanchoff e Boden (Rowdies), Nathan (Atlético)

ATLÉTICO-MG: Uilson (Fernando), Patric (Marco Túlio), Jesiel, Rodrigão (João Moura), Nathan (Roldan) e Leonan; Lucas Cândido, Ralph, Elder (Thallis); Capixaba (Cícero) e Carlos (João Figueiredo)
Técnico: Diogo Giacomini

TAMPA BAY ROWDIES: Matt Pickens (Nico Campbell), Darnell King, Tamika, Neill Collins, Zac Portillos (Warren), Alex Morrell, Keith Savage (Boden), Joe Cole (Siaj), Martin Vingaard (Glenn), Michael Nanchoff (Hamm), Jonathan Glenn
Técnico: Stuart Campbell