Atlético-MG demite Thiago Larghi e abre conversas com Levir

Marcellus Madureira - Belo Horizonte,MG

17-10-2018 18:52:12

Thiago Larghi não é mais o técnico do Atlético-MG. O clube anunciou a demissão do treinador no fim da tarde desta quarta-feira, três dias depois do empate sem gols com o América-MG, no último domingo, no Independência. O favorito para assumir o cargo é Levir Culpi.

Pesou contra a permanência de Larghi os últimos resultados do Galo no Campeonato Brasileiro, do qual é sexto colocado, com 46 pontos, 13 atrás do líder Palmeiras. Com apenas um triunfo nos últimos cinco jogos, o Atlético-MG ainda permitiu a aproximação do Santos, concorrente direto por uma vaga na próxima Copa Libertadores.

Na avaliação da diretoria alvinegra, o futebol apresentado não vinha correspondendo às expectativas para um elenco considerado forte, sobretudo pelo fato de a equipe ter apenas uma frente desde a eliminação na primeira fase da Copa Sul-Americana, em maio.

Aos 38 anos, Thiago Larghi deixa o Atlético-MG com 55% de aproveitamento em 49 jogos, com 23 vitórias, 12 empates e 14 derrotas. Durante boa parte desse período, ele comandou o time como interino, sucedendo a Oswaldo de Oliveira, que treinou o time entre 2017 e 2018.

Levir Culpi é o preferido da diretoria para ocupar o cargo. De acordo com apuração da Gazeta Esportiva, o presidente Sérgio Sette Câmara e o vice Lásaro Cunha abriram conversas com o treinador durante um encontro nesta quarta, em Curitiba.

Levir Culpi acumula quatro passagens pelo Atlético-MG (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Esta seria a quinta passagem de Levir pelo time mineiro, dirigido por ele entre 1994 e 1995, 2001, e entre 2006 e 2007 e 2014 e 2015. À frente do Galo, o treinador conquistou o Campeonato Mineiro (1995, 2007 e 2015), a Série B do Brasileiro (2006), a Recopa Sul-Americana (2014) e a Copa do Brasil (2014).

Aos 65 anos, Levir Culpi está desempregado. O último time que ele treinou foi o Gamba Osaka, do Japão, por quem foi demitido em julho, após deixar a equipe na zona de rebaixamento da liga japonesa.

Seu trabalho mais recente no Brasil foi o Santos, em 2017. Pelo clube paulista, porém, Levir teve uma passagem conturbada, sendo demitido e readmitido no mesmo dia pelo então presidente Modesto Roma Júnior.

Plano B

Outro nome que agrada a diretoria do Galo é o de Abel Braga. Sem clube desde junho, quando pediu demissão do Fluminense, o técnico de 66 anos também é um dos preferidos da torcida atleticana. No entanto, o fato de Abel querer assumir uma equipe apenas em 2019 é um entrave para um acordo com o Atlético-MG já nesta temporada.

Deixe seu comentário