Atacantes do Furacão saem do banco para resolver contra o Maringá

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba,PR

03-02-2016 22:54:43

(Foto: Gustavo Oliveira/CAP)
Anderson Lopes começou como reserva e marcou o gol da vitória rubro-negra (Foto: Gustavo Oliveira/CAP)

O Atlético Paranaense conseguiu sua terceira vitória na temporada, a segunda no Campeonato Paranaense 2016, ao bater o Maringá por 1 a 0, no Estádio Janguito Malucelli, em um jogo tecnicamente muito fraco na noite desta quarta-feira. O atacante André Lima, que mais uma vez entrou na segunda etapa, ajudou a dar mais movimentação ao ataque e participou do lance decisivo.

“Quando vence, vence todo mundo. Quando perde, perde todo mundo. Pude contribuir, não fazendo gol, mas participando no lance em que o Anderson concluiu”, disse o jogador, que teve duas oportunidades claras para balançar as redes. “Tive um lance que o cara se atirou em cima de linha e outro o goleiro é gigante e tentei tirar a bola, que saiu”, completou.

A vitória magra, que surgiu apenas após uma falha do goleiro adversário, reflete a dificuldade que o Rubro-Negro encontrou em campo. André, aliás, acredita que isso será exatamente o que espera o time no Estadual. “A dificuldade é que sempre vamos pegar times atrás da linha da bola. Dificilmente alguém vai atacar como a gente ataca. Tem que ter paciência e fazer o gol”, avaliou.

O atacante Anderson Lopes, que perdeu a condição do titular, desta vez saiu do banco para marcar o gol da vitória. Sem criticar o técnico Cristóvão Borges, o jogador garante que está à disposição do grupo para ajudar. “O professor sabe o que ele faz. Fui bem nos dois primeiros jogos. Mas, como ele diz, time ganha jogo, grupo ganha campeonato. Aqui no Atlético é isso, é time grande, só tem jogadores de qualidade. A briga sempre vai ser forte. Quem tiver bem, vai jogar”, finalizou.

Deixe seu comentário