Bauza revela conversa com Messi e pede apoio dos jogadores da seleção

São Paulo, SP

23-08-2016 15:01:23

Edgardo Bauza minimizou uma dependência de Messi na seleção argentina (Foto: AFP)
Edgardo Bauza minimizou uma dependência de Messi na seleção argentina (Foto: AFP)

A despedida de Lionel Messi da seleção argentina parece mesmo ter chegado ao fim. Já contando com o camisa 10 em seus planos, o novo técnico Edgardo Bauza pediu ao elenco alviceleste que dê suporte ao capitão da equipe, minimizando o que chamou de "Messi-dependência".

Depois de renunciar à camisa da seleção nacional, o astro do Barcelona está de volta e já tem dois compromissos agendados para o próximo mês. Pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo, a Argentina entra em campo no dia 1º de setembro, contra o Uruguai, e no dia 6 do mesmo mês, contra a Venezuela. Bauza revelou que conta com o apoio de todos os jogadores para ajudar o melhor do mundo a marcar gols.

Veja também: Com Messi, Pratto e sem Calleri, Bauza convoca Argentina pela 1ª vez

Ídolo da Argentina, Jorge Valdano exalta genialidade de Messi

"Trabalhar com o Messi é trabalhar com o time inteiro. Se você analisar a semifinal e a final da Copa América Centenário, poderá ver a diferença: em uma das partidas ele teve muitas opções (para passar a bola e montar jogadas ofensivas), na outra ele não tinha", explicou o comandante em entrevista à ESPN. "O time tem que fazer isso por ele. Eles têm que ter certeza de que, quando passarem a bola para Messi, ele terá opções para devolver, porque se tem uma coisa que ele nos mostrou é que faz escolhas muito boas. Não podemos ser Messi-dependentes. Sim, ele é nosso melhor jogador, mas o restante do time tem que nos dar mais profundidade, também", completou.

Maior artilheiro de todos os tempo com a camisa azul e branca, Messi marcou 55 gols em 113 atuações. Após perder um pênalti e ser derrotado na final da Copa América – a terceira derrota em finais em três anos –, o goleador anunciou a aposentadoria da seleção nacional. Entretanto, com a visita de Patón, em Barcelona, o craque reconsiderou e, para a alegria dos fãs, retornou ao time.

Bauza contou um pouco sobre a conversa que teve com o ídolo. "Quando você senta com Messi e começa a falar de futebol, vê que ele fica tranquilo. É aí que você percebe que ele ainda está muito comprometido, porque ele respira futebol", revelou o treinador.

"Messi continua sendo parte da seleção, e isso faz parte dele. Acho que ele tem um grande desejo de vencer algo com a Argentina. E a frustração das derrotas alimenta seu desejo de vencer", finalizou o argentino.

 

 

Deixe seu comentário