Sem medalha, Scheidt admite frustração e faz mistério sobre futuro olímpico

São Paulo, SP

01-08-2021 04:14:14

Robert Scheidt encerrou a participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio com um sabor amargo. As chances de medalha eram pequenas na última regata da classe laser da vela, mas o brasileiro deixou claro que não ficou satisfeito com o desempenho neste domingo.

Scheidt terminou a medal race - a regata decisiva e com pontuação dobrada - na nona colocação. Com isso, finalizou a disputa em oitavo lugar na classificação geral. "Realmente estou me sentindo frustrado, não fui bem, mas é o que foi, o que tinha para hoje. Lógico que é um orgulho representar o meu país, uma história longa, guardo memórias boas de todas as Olimpíadas, todos os feitos conquistados. Enfim, gostaria de ter finalizado com a medalha, mas se você não aproveita as chances, os outros se aproveitam. Saio com alma lavada", comentou o velejador, de 48 anos, em entrevista à TV Globo.


Mesmo depois de sua sétima participação, Scheidt descartou citar que disputou sua última Olimpíada. Mas deixou claro que sua história na classe laser - um barco que exige uma preparação física muito forte - provavelmente acabou.

"Na classe laser dificilmente vou continuar, já tive dois retornos, acho que minha história termina aqui em Olimpíada. Vou continuar velejando de laser porque gosto. Sobre o futuro na Olimpíada é difícil dizer", avisou o fenômeno brasileiro.

Scheidt tem cinco medalhas olímpicas. Foi ouro em Atlanta 1996 e Atenas 2004, prata em Sidney 2000 e Pequim 2008 e bronze em 2012. Foram três medalhas na classe laser e duas na classe star, que não está mais no programa dos Jogos Olímpicos.

Deixe seu comentário