Gazeta Esportiva |

Presidente da Autoridade Pública Olímpica pede demissão à Dilma

Em Mais Esportes, Olimpíadas 2016
Publicado em 07/02/2015 10:45:00 Compartilhe
GazetaEsportiva.net - Rio de Janeiro , RJ

A gestão do general Fernando Azevedo e Silva na Autoridade Pública Olímpica (APO) foi encerrada na última sexta-feira. Por meio de nota oficial, o Palácio do Planalto divulgou que o militar apresentou uma carta de demissão à presidente Dilma Rousseff.

Criada em 2011, a APO é um consórcio público formado pelos governos federal, do estado e do município do Rio de Janeiro. A entidade é a responsável pela coordenação de ações governamentais para o planejamento e a entrega das obras e dos serviços necessários à realização das Olimpíadas 2016.

O primeiro presidente da APO, escolhido por Dilma Rousseff, foi Márcio Fortes, ex-ministro das Cidades. Já Fernando Azevedo e Silva assumiu o cargo em outubro de 2013. Na nota oficial, a presidente “agradeceu a dedicação e esforços do general” à frente da entidade.

O general Fernando Azevedo e Silva decidiu deixar o comando da Autoridade Pública Olímpica (APO)
O general Fernando Azevedo e Silva decidiu deixar o comando da Autoridade Pública Olímpica (APO) – Credito: Djalma Vassão/Gazeta Press
A criação da APO foi uma das garantias oferecidas pelo Brasil ao Comitê Olímpico Internacional (COI) durante a candidatura da cidade do Rio para sediar os Jogos 2016, com início previsto para o dia 5 de agosto de 2016. O próximo presidente da entidade ainda não foi divulgado.

Comente