"Precisamos trazer mais mulheres para o esporte", afirma Bia Figueiredo

São Paulo, SP

20-12-2017 17:33:52

Única mulher na Stock Car, Bia Figueiredo acredita que o esporte precisa de mudanças, e uma delas é começar pela  desigualdade gênero. Para ela, o esporte precisa ter mais mulheres participantes, já que atualmente há pouquíssimas atletas do sexo feminino que ganham uma oportunidade para se firmar e destacar no esporte que amam.

A piloto destacou que é preciso aumentar o número de mulheres no automobilismo, já que no momento ela é a única mulher na modalidade.“Se for com categorias femininas, que elas se ambientem e peguem as melhores para uma categoria mista, seria o primeiro passo. A gente precisa crescer essa porcentagem. Eu sou a única mulher na Stock Car, logo, a minha chance de vencer é muito menor do que se tivessem 10 mulheres".

“Acho que é uma coisa meio que genética. A mulher, por si só, a maioria delas não gosta de velocidade, não se sentem bem com velocidade, não estou generalizando, tem muitas que teriam a coragem, mas o automobilismo é um esporte muito elitizado", destacou Bia Figueiredo.

Por fim, Bia destacou que há muitas mulheres que têm interesse em se tornar profissional em algum esporte, porém ficam longe de realizar o sonho devido à falta de apoio.“Nem sempre elas têm o apoio da família ou o apoio financeiro suficiente para começar a crescer, e é o que te falei, a mulher normalmente tem outros interesses, e as que gostam talvez não tenham a oportunidade de começar algo por ser tão restrito.”

Deixe seu comentário