Marussia celebra pausa na F1 para assimilar morte de Bianchi

São Paulo, SP

28-07-2015 11:05:41

Pilotos se reuniram e fizeram um minuto de silêncio em homenagem a Bianchi (Foto: AFP)
[/media-credit] Pilotos se reuniram e fizeram um minuto de silêncio em homenagem a Bianchi antes do GP da Hungria (Foto: AFP)

O recesso das atividades da Fórmula 1 por quase um mês durante o verão europeu será especialmente importante para os membros da equipe Manor Marussia. Os dirigentes do time celebraram a pausa para terem tempo de assimilar a morte do francês Jules Bianchi, piloto que faleceu após ficar nove meses em coma por um forte acidente no Grande Prêmio do Japão de 2014.

Bianchi morreu em 17 de julho e foi enterrado na última terça-feira, em Nice. Pilotos e equipes prestavam diversas homenagens ao francês durante o GP da Hungria de Fórmula 1, no último fim de semana. Antes da corrida, os competidores se abraçaram em círculo, com os capacetes no chão, e fizeram um minuto de silêncio.

“O fechamento da fábrica veio em boa hora porque dá a todo o mundo tempo para ficar com suas famílias, refletir e relembrar os bons momentos porque foi um fim de semana muito, muito difícil”, disse o diretor esportivo da Manor Marussia, Graeme Lowdon, à revista britânica Autosport.

A Fórmula 1 voltará a ter atividades oficiais apenas em 23 de agosto com o Grande Prêmio da Bélgica, no tradicional circuito de Spa-Francorchamps. Na próxima segunda-feira, no entanto, as equipes são obrigadas a paralisar o trabalho em suas fábricas por duas semanas.

O GP da Hungria foi vencido pelo alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, equipe da qual Jules Bianchi fez parte da Academia de Pilotos. Ao cruzar a linha de chegada, o tetracampeão mundial utilizou a comunicação por rádio com o time  para homenagear o francês. “Obrigado, Jules. Essa vitória é para você”, disse Vettel no idioma nativo de Bianchi.

Deixe seu comentário