Hamilton domina durante toda a prova e vence o GP da França

São Paulo, SP

24/06/18 | 13:00 - 24/06/18 | 16:29

Britânico foi soberano durante toda a corrida, e reassumiu a liderança do mundial (Foto: Gerard Julen/AFP)

Lewis Hamilton foi o vencedor da oitava etapa da Fórmula 1, o GP da França, no circuito de Paul Ricard. Largando na pole position, o britânico foi soberano durante toda a prova, não tendo a sua liderança ameaçada em nenhum momento. Assim, Hamilton reassume a liderança do mundial com 145 pontos, enquanto Vettel, que se prejudicou por conta de um incidente logo na largada da corrida, fica com 131.

O pódio ainda foi completado com Verstappen, em segundo, e Raikkonen,  em terceiro. A próxima etapa da Fórmula 1 ocorrerá na Áustria, no dia 01/07, às 10h10 (horário de Brasília).


Logo na largada, o safety car já foi acionado. Vettel, que largou em terceiro, tocou em Bottas, que largou em segundo. Com o acidente, Vettel caiu para a 14° colocação, deixando Bottas ainda mais atrás. Gasly e Ocon, que também se envolveram no incidente, tiveram de abandonar a prova.

A partir daí, Vettel optou por uma postura agressiva, tentando fazer uma corrida de recuperação. Subindo de posições, quase envolveu-se em outro acidente, desta vez com Alonso. Ao evitar o contato, o espanhol acabou rodando, e ao voltar para a pista, ocupava a última posição.

Depois de analisar o incidente, a direção da prova optou por uma punição de cinco segundos para Vettel, que já ocupava a quinta colocação. Na 30° volta, Perez enfrentou problemas no motor, e foi obrigado a abandonar a volta.

Já na 32° rodada, Ricciardo, que havia largado em quinto, ultrapassou o alemão e alcançou a terceira posição. Hamilton, soberano, seguia batendo suas próprias marcas de volta mais rápida, e só foi ultrapassado por Raikkonen quando parou nos boxes. Ao voltar, já abriu novamente larga distância para o adversário.

Alonso seguia muito mal. Esbravejando com sua equipe a todo momento pelo rádio, o espanhol não conseguia ganhar posições, e sequer alcançou a zona de pontuação. Bottas, prejudicado pelo incidente com Vettel, não conseguia ser tão agressivo quanto o alemão, e não teve o prejuízo recuperado. No final, Stroll ainda furou o pneu e rodou, sendo obrigado a abandonar a prova. Mas nada que mudasse o panorama da corrida, que foi dominada por Hamilton de ponta a ponta.

Deixe seu comentário