Motor/ Fórmula 1

Chefe de Nurburgring revela negociações para pista voltar à F1

São Paulo , SP
06/11/2015 09:34:54 — 06/11/2015 09:38:22

Em: Fórmula 1, Motor
Em 2015, o GP da Alemanha deixou de fazer parte do calendário da F1 pela primeira vez desde 1960 (Foto: AFP)
Em 2015, o GP da Alemanha deixou de fazer parte do calendário da F1 pela primeira vez desde 1960 (Foto: AFP)

Após ficar de fora da temporada 2015 por conta de graves problemas financeiros, o tradicional autódromo de Nurburgring – que reveza com Hockenheim como sede do GP da Alemanha -, pode estar próximo de retornar ao calendário da Fórmula 1. Principal dirigente da pista alemã, Carsten Schumacher revelou que segue em negociações com Bernie Ecclestone, chefe da categoria, para acertar a volta de Nurburgrind no Mundial de 2017.

“Lamento pelos torcedores, pela região e também por nós que a corrida não tenha ocorrido, mas além disso há o lado dos negócios”, explicou Schumacher, lembrando que poderia ter piorado ainda mais a crise em Nurburgring caso tivesse sediado a etapa neste ano.

“Olhando para trás, não encontramos ninguém que nos disse que foi uma decisão errada. Na verdade, é o contrário. Tivemos longas discussões sobre F1 neste ano. Estávamos muito empenhados em garantir que tivéssemos uma corrida e eu lamento isso não ter acontecido no final, mas nós não poderíamos e não deveríamos arcar com os riscos sozinhos”, acrescentou.

No campeonato do ano que vem, a corrida deverá acontecer em Hockenheim, cumprindo o revezamento do GP da Alemanha. A pista até tentou sediar a etapa neste ano, mas não conseguiu angariar fundos para que o evento fosse realizado. Agora, Schumacher espera ter um resultado positivo das negociações com Ecclestone para trazer de volta Nurburgring à principal categoria do automobilismo mundial.

“Nós estamos nos esforçando para ter uma corrida de F1 em 2017 e estamos conversando apropriadamente com Bernie. O tema da F1 não está fora de pauta. Espero que a F1 volte à sua antiga força e se o valor de dinheiro for interessante, então vamos retornar”, encerrou.