Gazeta Esportiva

Beneficiado por chuva e queda de Lorenzo, Márquez vence em Misano

São Paulo, SP

13/09/15 | 10:23 - 13/09/15 | 11:01

Um misto de estratégia e sorte levou o espanhol Marc Márquez ao lugar mais alto do pódio no MotoGP de San Marino. Sob uma garoa inconstante, os pilotos foram obrigados a parar duas vezes nos boxes para trocar de moto, situação que os fãs da moto velocidade não testemunhavam há 67 anos. O jovem da Honda escolheu a hora certa de fazer a segunda parada, ao passo que a dupla da Yamaha insistiu nos pneus de chuva, e ainda contou com uma queda do pole Jorge Lorenzo para faturar o inédito título no traçado italiano, com marca de 48min23s819. Foi o quatro triunfo do bicampeão em 2015.

“Estava atrás das Yamaha e vi que Lorenzo e Rossi tinham os pneus muito desgastados. A essa altura, minha moto começou a se mover muito e estava perdendo terreno, então decidi que era a hora certa para trocar. Quando troquei, vi a pista seca. O asfalto é novo e escuro, e fica muito complicado ver onde está molhado. Mas é muito bom voltar ao pódio. O objetivo era a vitória, estou muito feliz", festejou o piloto de 22 anos.

A dobradinha dos britânicos Bradley Smith e Scott Redding completou o pódio. O piloto da Monster Yamaha Tech3 foi 7s288 mais lento que Márquez, enquanto o atleta da Marc VDS levou 18s793 a mais para cruzar a linha de chegada. O francês Loris Baz, da Foward Racing, surpreendeu e terminou em quarto.

Apoiado pela torcida, o líder Valentino Rossi decepcionou. Ignorou a ordem da Yamaha para ir aos boxes e mudar os compostos para a pista seca, e disparou na ponta. A oito voltas do fim, contudo, cedeu às condições do traçado, pegou a moto reserva e perdeu posições, caindo para o quinto lugar.

No momento em que Rossi decidiu aderir às instruções, o companheiro Lorenzo já deixava o pit com a moto configurada para a pista seca. O espanhol, que teve exibições impressionantes ao longo do fim de semana e bateu o recorde do giro mais rápido em Misano, se atrapalhou em uma curva a sete voltas do fim, sofreu uma queda e abandonou a prova.

Os locais Danilo Petrucci (Octo Pramac Racing), Andrea Iannone e Andrea Dovizioso (Ducati) vieram em seguida. Parceiro de Márquez na Honda, o espanhol Dani Pedrosa foi apenas o nono, a quase 40 segundos do compatriota. A bordo da Suzuki, Aleix Espargaró completou a lista dos dez melhores.

Apesar de não ter pontuado, Lorenzo se beneficiou da vitória de Márquez. Valentino Rossi poderia ter se isolado na liderança, mas teve o embalo freado e chegou a 247 pontos, 23 a mais que o espanhol. O atual bicampeão, por sua vez, diminuiu a desvantagem em relação ao ponteiro para 63 unidades e reascendeu a esperança de voltar à briga pelo troféu do Mundial. Os pilotos voltam à pista no dia 27 de setembro, para o Grande Prêmio de Aragão, 14ª etapa da temporada.

Márquez agiu com inteligência para faturar o inédito título em San Marino (foto: Vicenzo Pinto/AFP)
O jovem Márquez agiu com inteligência e faturou o inédito título em San Marino (foto: Vicenzo Pinto/AFP)

Deixe seu comentário