De olho nos Jogos do Rio, Federer deve abreviar seu calendário em 2016

São Paulo, SP

21-09-2015 09:50:28

Campeão de quase tudo, o suíço Roger Federer já está pensando em sua preparação para conquistar o único título que lhe falta: o dos Jogos Olímpicos. De olho no evento do Rio de Janeiro, no ano que vem, o veterano tenista deverá dar prioridades a alguns torneios e deixar de disputar outros para chegar na capital fluminense em plena forma física. Um desses campeonatos sacrificados, inclusive, pode ser a Copa Davis.

No último final de semana, o natural da Basileia garantiu à Suíça dois dos quatro pontos na vitória por 4 a 1 sobre a Holanda pela repescagem da Copa Davis, mantendo seu país na primeira divisão do torneio. Atuais campeões, os suíços caíram para a Bélgica nas oitavas de final, em março, quando nem Federer nem Stanislas Wawrinka foram à quadra.

Segundo o ex-número 1 do mundo, seu objetivo na Davis já fora cumprido, por isso optou por jogar a competição neste ano apenas para manter seu país no Grupo Mundial.

“Minha ideia nunca foi ganhar (a Copa Davis) duas vezes. A ideia era sempre vencê-la uma vez e nós fizemos isso na frente de um público recorde, o que foi histórico para nós”, disse o suíço, lembrando a vitória sobre a França na final da Copa Davis de 2014, quando 24.448 pessoas assistiram ao duelo entre Federer e Richard Gasquet no estádio Pierre Mauroy, em Lille, onde foi registrado o maior público da história do tênis.

Medalha de prata em Londres 2012, o tenista de 34 anos indicou que terá de abdicar de uma série de campeonatos para se preparar da melhor forma possível para realizar o sonho do ouro olímpico. Os Jogos do Rio de Janeiro acontecerão de 5 a 21 de agosto do ano que vem.

“A próxima temporada é um ano olímpico. O verão será muito longo e repleto de bons momentos. Tudo isso é uma questão de prioridades. Eu não posso jogar tudo e, claro, se eu jogar a Copa Davis, terei que abdicar de outras coisas”, explicou o campeão de 17 Grand Slams.

Deixe seu comentário