Bia Haddad sobe 22 posições e Thiago Wild fura top 400; Rogerinho cai

São Paulo, SP

04-03-2019 13:33:35

Bia Haddad retoma o 150º lugar do ranking (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Esportiva)

A semana começou com uma boa notícia para Bia Haddad Maia. A boa campanha no WTA de Acapulco, no qual ela furou o qualificatório e avançou duas rodadas na chave principal, vencendo inclusive a número quatro do mundo, Sloane Stephens, rendeu 22 posições no ranking à tenista paulista.

Assim, na atualização do ranking desta segunda-feira, Bia retoma a 150ª posição da lista internacional e segue em busca da melhor colocação da carreira, o 58º posto conquistado em setembro de 2017.

No entanto, a missão fica comprometida por enquanto, já que a canhota não conseguiu vaga para disputar o quali do Premier de Indian Well. Porém, ela permanece nos Estados Unidos na expectativa de receber convite para disputar o Premier de Miami.

Na chave masculina, a semana não foi tão boa. Thiago Monteiro, eliminado na primeira rodada do Rio Open e do Brasil Open, permaneceu no 120º lugar. Rogerinho, que não furou o quali carioca e não disputou a chave de simples paulista, caiu 13 posições, ficando em 152º. O mesmo aconteceu com Thomaz Bellucci, que conseguiu ganhar três colocações e foi para o 232º lugar. Além deles, Guilherme Clezar não foi bem nos challengers asiáticos e caiu 22 posições, indo para a 259ª colocação.

Nem tudo, porém, são más notícias. Com sua primeira vitória em um torneio de nível ATP, Thiago Wild, de apenas 18 anos, entra pela primeira vez na breve carreira no top 400, ficando com o 391º posto. Além dele, Pedro Sakamoto, de 25 anos, disputou um ATP também pela primeira vez e subiu 13 posições e conquistou seu melhor ranking, o 376º lugar.

No ranking de duplas, Bruno Soares recuperou o quinto lugar, enquanto Marcelo Melo permanece em 12º e Marcelo Demoliner caiu para 59º.

Deixe seu comentário