Mar calmo adia conclusão da quarta rodada em Portugal

São Paulo, SP

26-10-2015 10:32:37

Gabriel Medina e Ítalo Ferreira terão que esperar mais um dia para disputar a quarta rodada em Peniche. As ondas fracas que dominaram o mar português obrigaram a organização do Circuito Mundial de Surfe (WCT) a decretar lay day e adiar a conclusão da rodada não eliminatória. Filipinho Toledo e o luso Frederico Morais venceram as duas únicas baterias disputadas no domingo, enviaram os adversários à repescagem e garantiram um lugar nas quartas de final.

"Não teremos disputa por hoje. Apesar de algumas boas oportunidades com a maré subindo, temos muitas baterias importantes e achamos melhor esperar para ver como estará amanhã", afirmou Travis Logie, comissário da competição.

Na primeira bateria do round, Filipinho teve tranquilidade para mandar os norte-americanos Kolohe Andino e Brett Simpson à repescagem. O surfista de Ubatuba conquistou a melhor nota do dia (9.77) na acirrada bateria e venceu com 19.00 pontos, contra 18.00 de Andino e 17.57 de Simpson. Algoz de Fanning na terceira rodada, Frederico fez 14.96 e passou pelo norte-americano Nat Young (14.50) e o australiano Joel Parkinson (7.43).

Na terceira bateria, o português Vasco Ribeiro, algoz de Mineirinho, vai enfrentar o havaiano Keanu Asing e o francês Jeremy Flores. Por fim, Gabriel Medina cai na água ao lado de Ítalo Ferreira e do polinésio Michel Bourez.

A etapa portuguesa é a penúltima da temporada. Os australianos Mick Fanning, Owen Wright e Julian Wilson e o brasileiro Adriano "Mineirinho" de Souza, principais candidatos ao título, caíram na terceira rodada e abriram espaço para outros surfistas se manterem vivos na competição, como Filipinho e Medina. Outra chamada para verificar as condições do mar será realizada na terça-feira, às 5h (de Brasília).

Deixe seu comentário