Gazeta Esportiva |

Operários do Rio 2016 voltam a protestar e fecham via na Barra

Em Bastidores, Mais Esportes, Olimpíadas 2016
Atualizado em 08/01/2016 - 13:55:33 Compartilhe
São Paulo , SP
O Centro Olímpico de Tênis está praticamente concluído (Foto: Brasil 2016/André Motta)
Localizado na Barra da Tijuca, o complexo irá sediar o torneio de tênis das Olimpíadas (Foto: Brasil 2016/André Motta)

Operários que trabalharam nas obras do Centro Olímpico de Tênis, no Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro, voltaram a protestar nesta sexta-feira por conta do não pagamento do último salário e da rescisão trabalhista. O grupo já havia reivindicado nesta quinta-feira e logo após um incêndio em um container dentro do complexo teve de ser controlado. Desta vez, cerca de 60 pessoas fecharam uma das vias da Avenida Abelardo Bueno, causando grande trânsito nas imediações.

O incêndio não tomou grandes proporções e em questão de minutos foi controlado. Nenhuma pessoa que estava no local ficou ferida, mas acredita-se que o ocorrido tenha caráter criminoso. Ainda nesta quinta um dos operários que protestavam no local foi levado à delegacia para prestar esclarecimentos.

Os ex-funcionários alegam que o consórcio Ibeg/Tangram/Damiani, responsável pela obra, não cumpriu com suas obrigações e deixou de pagar os direitos trabalhistas em questão. A prefeitura do Rio de Janeiro comunicou à imprensa que todos os pagamentos foram efetuados ao consórcio e não possui responsabilidade nos protestos.

A demissão de todos os funcionários que trabalharam na obra do Centro Olímpico de Tênis aconteceu dias depois do local estar praticamente concluído. No último dia 11 de dezembro o prefeito Eduardo Paes inaugurou o complexo e bateu bola com o tenista brasileiro André Sá, 42º colocado no ranking da ATP.

Comente