Mais Esportes/Lutas

Após doping, Rafaela Silva conquista bronze no Grand Slam de Brasília

São Paulo , SP
07/10/2019 09:20:22

Em: Lutas, Mais Esportes, Notícias

Menos de um mês depois de ser flagrada em exame antidoping, a judoca Rafaela Silva voltou a competir no Circuito Mundial de Judô e conquistou a medalha de bronze, no último domingo, no Grand Slam de Brasília. Além dela, mais oito brasileiros garantiram medalhas (foram dois ouros, quatro pratas e três bronzes no total).

Brasil terminou primeiro dia, que foi neste domingo, com nove medalhas no total (Foto: Rafal Burza/CBJ)

Rafaela Silva perdeu para a jovem brasileira Katelyn Nascimento na semifinal, mas garantiu o terceiro lugar ao vencer a portuguesa Telma Monteiro, na categoria até 57 quilos. A carioca vem tentando provar sua inocência e se defende contra o uso de fenoterol, uma substância encontrada em exame realizado, mas como ela consta na lista da Agência Mundial Antidoping (Wada), não há previsão de suspensão preventiva. Ela perdeu a medalha de ouro recém-conquistada no Pan-Americano de Lima.

Tanto que no fim de setembro Rafaela lutou o Grand Prix de clubes, também em Brasília, quando defendeu o Instituto Reação, mas acabou derrotada pelo Esporte Clube Pinheiros na final por equipes.

Outras medalhas

O primeiro dia de disputas em Brasília ainda teve outras medalhas. Allan Kuwabara venceu o também brasileiro Eric Takabatake, número 1 do país e 11 do mundo na categoria, e ficou com a medalha de ouro. O mesmo aconteceu com Daniel Cargnin, que venceu o italiano Manuel Lombardo e também alcançou o lugar mais alto do pódio.

Ketelyn Nascimento, que venceu Rafaela Silva na semi, ficou com a prata após perder da britânica Nekoda Smythe-Davis na final. Gabriela Chibana e Larissa Pimenta também levaram prata, enquanto Eleudis Valentim e William Lima conquistaram o bronze.