Gazeta Esportiva

Brasil perde de multicultural Catar na estreia do Mundial

São Paulo, SP

15/01/15 | 17:16 - 25/05/17 | 17:45

Na primeira partida do Campeonato Mundial masculino de handebol de Catar, o Brasil foi derrotado pelo país sede por 28 a 23, nesta quinta-feira. A equipe da casa conta com sete atletas de outras seis nacionalidades naturalizados, além do técnico espanhol Valero Rivera, que levou seu país ao título da edição passada do evento.


Na primeira partida do Campeonato Mundial masculino de handebol do Catar, o Brasil foi derrotado pelo país sede por 28 a 23, nesta quinta-feira. A equipe da casa conta com sete atletas de outras seis nacionalidades naturalizados, além do técnico espanhol Valero Rivera, que levou seu país ao título da edição passada do evento.

Brasil e Catar integram o Grupo A do Mundial, que teve início nesta quinta-feira e será disputado até 31 de janeiro. Chile, Eslovênia, Bielorrúsia e a atual campeã mundial Espanha completam a chave, em que os quatro primeiros classificados avançam à fase eliminatória.

O Brasil volta à quadra no campeonato neste sábado para enfrentar a forte equipe da Espanha, que em casa venceu o Mundial de 2013. No mesmo dia, o Catar enfrenta o Chile.

O destaque da partida foi o goleiro bósnio naturalizado Danijel Saric, que garantiu tranquilidade defensiva para o time da casa contar com boas atuações também do montenegrino naturalizado Zarko Markovic e do central catariano Mahmoud Hassaballa, responsáveis por seis gols cada. No Brasil, o ponta Chiuffa e o central João foram as principais armas ofensivas do time comandado por Jordi Ribera.

O Catar dominou a primeira etapa de partida em Doha, nesta quinta-feira, e foi para o intervalo com três gols de vantagem. No segundo tempo, o time da casa chegou a abrir cinco tentos de frente antes de o Brasil esboçar uma reação, graças a bons momentos do goleiro Bombom e do ponta Chiuffa.

A tentativa nacional de brigar pela vitória no duelo esbarrou na atuação do técnico espanhol Valero Rivera, que conseguiu reorganizar as ações ofensivas do Catar após queda de rendimento e fez com a equipe da casa vencesse a primeira partida do Campeonato Mundial sem grandes ameaças.

Brasil parou na grande atuação do goleiro bósnio naturalizado catariano Danijel Saric
Brasil parou na grande atuação do goleiro bósnio naturalizado catariano Danijel Saric - Credito: AFP

Deixe seu comentário