Diante do coronavírus, Rally de São Paulo é adiado para dezembro

São Paulo, SP

08-04-2020 15:05:11

Por conta do coronavírus, os organizadores do Rally de São Paulo anunciaram nesta quarta-feira o adiamento da prova para os dias 4 e 5 de dezembro, marcando o encerramento da temporada do Sertões Series. O evento estava marcado para a abertura da temporada, no dia 28 de maio. Como consequência, a etapa do Rio de Janeiro do Sertões Series será transferida para 2021.

Quanto ao Sertões 2020, a entidade progride como estava planejado para a realização da prova de 14 a 23 de agosto, com largada em São Paulo e chegada no Ceará. "Confiamos que o Brasil terá superado seu maior desafio até lá. Nada é mais importante do que a saúde e a segurança da população", diz a federação no comunicado.

Data do Sertões continua mantida (Foto: Ricardo Leizer)

A nota ainda informa que o projeto da área social do evento, o SAS (Saúde e Alegria no Sertões) ganhou mais importância diante da situação e tem se mobilizado para levar atendimento médico e psicológico a moradores de comunidades carentes. O objetivo é evitar que as pessoas se desloquem para hospitais ou postos de saúde, devido ao alto risco de contaminação nesses locais.

"Desde que o Ministério da Saúde regulamentou, no fim de março, o uso da telemedicina para atendimento à distância a pacientes no enfrentamento da Covid-19, o SAS Brasil desenvolveu um sistema próprio de prontuário para as consultas, seguindo protocolos de segurança de dados, além de contar com uma ampla rede de médicos para atendimentos remotos, que só requerem o acesso à internet em um computador ou em telefone celular", afirma o anúncio.

SAS Brasil conta com estrutura itinerante para atendimentos<br />(Foto: Divulgação SAS)

A partir desta quarta, cerca de 360 jovens da Fundação CASA, localizadas em 8 municípios do Vale do Paraíba (Arujá, Caraguatatuba, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Jacareí, Lorena, São José dos Campos e Taubaté), e funcionários das unidades serão atendidos de forma gratuita e à distância pelos médicos da iniciativa.

Em uma segunda fase, ainda em abril, o SAS realizará também atendimentos presenciais, para selecionar uma comunidade e montar um polo de atendimento com equipes treinadas. A intenção é  garantir consultas mais qualificadas e com equipamentos na porta da residência dos pacientes.

A Dra. Adriana Mallet, coordenadora do SAS Brasil, ressaltou a importância do projeto para ajudar pessoas que vivem longe dos grandes centros urbanos. “Nesse momento de isolamento, é essencial usar a tecnologia para fazer o atendimento médico chegar às pessoas, seja em função de sintomas ligados à Covid-19 ou qualquer outra doença. No Sertões, levamos a medicina para lugares remotos e, agora, nossa proposta é garantir o atendimento na casa dos pacientes, evitando a ida a hospitais por demandas que podem ser resolvidas à distância”.

Deixe seu comentário