Campeões mundiais, Mayra Aguiar e Tiago Camilo caem em Astana

São Paulo, SP

28-08-2015 07:37:05

Duas das grandes esperanças do Brasil para conquistar medalhas não chegaram perto do pódio em Astana, capital do Cazaquistão, onde é disputado o Mundial de judô. Na madrugada desta sexta-feira, Mayra Aguiar, atual campeã da categoria meio-pesado (78kg), caiu nas oitavas de final, enquanto Tiago Camilo (90kg), ouro no Mundial de 2007, no Rio de Janeiro, perdeu logo em sua estreia.

No entanto, a decepção não ficou concentrada apenas nos brasileiros. Com exceção da colombiana Yuri Alvear, todos os atuais campeões mundiais (Chelyabinsk 2014) e olímpicos (Londres 2012) das categorias médio masculino e médio e meio pesado feminina foram eliminados antes das disputas por medalhas. Entre os favoritos que caíram nas oitavas, além de Mayra, estão a norte-americana Kayla Harrison e o grego Ilias Illiadis.

Antes da derrota, Mayra Aguiar começou o dia com uma tranquila vitória. Em apenas 24 segundos, a brasileiro projetou a chilena Jaqueline Usnayo por wazari e depois imobilizou a adversária. Nas oitavas de final, a atual campeã do mundo sofreu do mesmo golpe que utilizou para vencer a luta de estreia e foi eliminada pela polonesa Daria Pogorzelek.

Já Tiago Camilo teve participação ainda mais curta. Diante do russo Kirill Denisov, o paulista de Tupã, prata em Sydney 2000 e bronze em Pequim 2008, sofreu dois shidôs (punição por falta de combatividade) contra um do adversário e deixou o tatame sem a vaga.

Maria Portela, que luta entre os médios (70kg), também não foi longe na competição. Estreou com vitória sobre a australiana Aoife Coughlan após aplicar um ippon com um estrangulamento. Em seguida, imobilizou a mexicana Andrea Poo, mas foi derrotada no Golden score das oitavas de final contra a espanhola Maria Bernabeu. A brasileira acabou sendo punida em um movimento de defesa, dando a classificação para a europeia.

O judô brasileiro volta ao tatame em Astana neste sábado com mais quatro representantes: o meio pesado Luciano Correa, campeão mundial em 2007 e bronze em 2005; e os pesados David Moura, quinto colocado no ano passado, Rochele Nunes e Maria Suelen Altheman, medalhista de prata em Chelyabinsk 2014.

Deixe seu comentário