Flamengo vence e se aproxima da Final Four; Brasília segue na briga

São Paulo, SP

28-02-2016 00:17:55

A segunda rodada da semifinal da Liga das Américas foi excelente para os brasileiros do Grupo F, que seguem na luta por uma vaga na Final Four. O Flamengo enfrentou o Correcaminos, do Panamá, e conseguiu sua segunda vitória na fase atual da competição, garantindo o trinfo por 84 a 83.

O ala-armador Marcelinho começou no banco de reservas, porém, isso não impediu o jogador de ser o cestinha da partida, anotando 21 pontos. Outro que se destacou foi o ala/pivô JP Batista, que anotou 18 pontos e nove rebotes. Vale também o destaque para o americano Jason Robinson, que não fez uma grande partida, mas anotou a cesta da vitória a dois segundos do fim de jogo.

Mesmo com o triunfo, o Flamengo ainda não garantiu vaga no Final Four da Liga das Américas. No entanto, precisa somente vencer o Guaros de Lara ou até perder e contar com uma vitória do Correcaminos diante do Brasília para avançar para à fase seguinte pelo terceiro ano consecutivo.

Já o Brasília, que havia perdido para o Flamengo na estreia, conseguiu se recuperar e bater o Guaros de Lara, da Venezuela, por 80 a 77. Apesar do placar apertado, a equipe brasileira poderia ter conquistado uma vitória mais tranquila, já que chegou a liderar a partida por 17 pontos no final do segundo quarto.

O cestinha da partida foi o ala/pivô Guilherme Giovannoni, do Brasília, que anotou 21 pontos, além de pegar 14 rebotes. Outro destaque foi o ala/armador Evandro, que anotou 17 pontos e cinco assistências.

Com o triunfo, o Brasília renovou suas chances de classificação para a próxima fase. Na próxima rodada a equipe enfrenta o Correcaminos e precisa vencer para buscar a classificação.

Caso os dois brasileiros triunfem, os dois avançam. Se o Guaros de Lara bater o Flamengo, o Rubro-Negro e o Brasília decidirão a vaga no saldo de pontos.

Os jogos decisivos acontecem neste domingo. O Brasília entra em campo às 18h45 (de Brasília), enquanto o Flamengo decide sua vaga na chave um pouco mais tarde, às 21h (de Brasília).

Deixe seu comentário