Acusado de estupro, Rose é convidado por bordel a satisfazer "desejos"

São Paulo, SP

01-10-2015 08:17:29

Não bastassem as seguidas lesões que atormentam a carreira de Derrick Rose, agora o armador do Chicago Bulls tem que lidar com as polêmicas fora de quadra. Acusado por sua ex-noiva de estupro, o jogador recebeu um convite de um bordel de Nevada, nos Estados Unidos, em que o atleta poderia contar com os serviços do estabelecimento caso queira seguir praticando sexo em grupo.

Com 26 anos, Rose está sendo processado por sua ex-noiva, que diz ter sido abusada sexualmente pelo atleta e seus amigos em agosto de 2013. O armador garante que a afirmação é falsa e que o sexo foi consentido.

Um dos maiores bordéis dos Estados Unidos, o Sheri’s Ranch oferece a Rose uma maneira para seguir desfrutando de seu hobby sem o risco de uma ação judicial desagradável.

“As prostituas legais do Shrei’s Ranch podem com Derrick Rose, toda sua comitiva e o resto dos jogadores dos Bulls e sem qualquer efeito residual como uma embaraçosa exigência”, sugeriu o bordel ao site TMZ.

“Sheri’s (Ranch) entende que os esportistas profissionais têm necessidades sexuais acima da média, que exigem ‘parceiras sexuais’ acima da média, as quais desejem e sejam capazes de oferecer maratonas sexuais a que eles tanto gostam”, argumentou o bordel.

Além deste imbróglio judicial, Derrick Rose convive com problemas físicos. Durante o primeiro treino de pré-temporada, o armador dos Bulls levou uma cotovelada e fraturou a órbita do olho esquerdo. Ele foi operado na última quarta-feira e deverá voltar às atividades em duas semanas.

Deixe seu comentário