Atletismo/São Silvestre

Técnico vê atual campeã mais bem preparada: “Esperamos grande prova”

André Sender e Bruno Ceccon - São Paulo, SP - Brasil
30/12/2014 10:00:25

Em: Atletismo, Corrida Internacional de São Silvestre, Mais Esportes

Atual campeã da Corrida Internacional de São Silvestre, a queniana Nancy Kipron tentará o bi na próxima quarta-feira. De acordo com Moacir Marconi, mais conhecido como Coquinho, técnico e empresário da atleta, sua pupila evoluiu ao longo do último ano.

“Ela está mais bem preparada. Nosso planejamento foi melhorar os resultados nas provas mais curtas com o objetivo de aumentar a força na meia-maratona, pensando futuramente em uma maratona olímpica. O objetivo está sendo realizado. Então, esperamos um grande resultado da Nancy”, afirmou.

Na edição de 2013 da Corrida Internacional de São Silvestre, Nancy completou os 15 quilômetros de percurso em 51min58s. A etíope Netsanet Kebede, a queniana Jackeline Sakilu, a tanzaniana Sara Makera e a também queniana Delvine Meringor completaram o pódio.

“Como última vencedora, eu boto fé na Nancy, porque ela trabalhou para isso. Está defendendo o título e sabe a responsabilidade que tem. Toda a minha equipe fez uma preparação específica para a São Silvestre, porque é uma prova muito especial”, disse Coquinho.

Com Nancy Kipron como uma das favoritas, a elite feminina da SS parte às 8h40 (de Brasília) de quarta-feira
Com Nancy Kipron como uma das favoritas, a elite feminina da SS parte às 8h40 (de Brasília) de quarta-feira – Credito: Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Embora espere um bom resultado da atual campeã na próxima quarta-feira, Coquinho evita colocar sua atleta como principal favorita. Ex-competidor, ele prefere atribuir o status à também queniana Priscah Jeptoo, ganhadora da São Silvestre 2011 e medalha de prata na maratona nos Jogos de Londres 2012 e no Mundial de Daegu 2011.

“Não sou muito a favor desse favoritismo, porque há grandes nomes na corrida, de nível internacional, algo que ela ainda não tem. Na verdade, a Priscah é a grande favorita, enquanto a Nancy é uma forte concorrente. Trabalhou mais nesse ano, porque sabia que o nível seria alto”, afirmou Coquinho.

Stanley Koech foi o terceiro na SS de 2013
Stanley Koech foi o terceiro na SS de 2013 – Credito: Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Entre os homens, o mais cotado é o etíope Tariku Bekele, ganhador da São Silvestre 2011, medalha de bronze nos 10 mil metros dos Jogos de Londres 2012 e irmão do astro Kenenisa Bekele. O queniano Stanley Koech, treinado por Coquinho e terceiro colocado na edição do ano passado, também está entre os favoritos.

“O Stanley vem muito confiante e também trabalhou bastante para a São Silvestre. Já o Bekele é um dos grandes nomes mundiais, um medalhista olímpico. No masculino, a prova também tem vários competidores de peso. Vai ganhar o atleta que se sentir melhor”, declarou o técnico e empresário.

Entre os corredores da casa, sem empolgação, Coquinho citou Giovani dos Santos e Joziane Cardoso como candidatos ao triunfo na São Silvestre – os dois brasileiros, treinados por Henrique Viana, venceram a última edição da Volta da Pampulha, disputada no dia 7 de dezembro.

“Para ganhar a São Silvestre, você precisa fazer uma preparação específica. Não é uma prova comum. Acho que a edição de 2014 tem tudo ser fantástica, em comemoração aos 90 anos da corrida. O público vai ter uma grande atração para acompanhar”, apostou Coquinho.