Atletismo/São Silvestre

Medalhista olímpico e irmão de Kenenisa, campeão de 2011 quer o bi

Bruno Ceccon - São Paulo, SP - Brasil
28/12/2014 13:06:00

Em: Atletismo, Corrida Internacional de São Silvestre, Mais Esportes

O etíope Tariku Bekele é um dos principais favoritos na 90ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre. Ganhador da prova disputada pelas ruas da capital paulista em 2011, o atleta, medalhista nas Olimpíadas de Londres 2012 e irmão do astro Kenenisa Bekele, quer o bicampeonato na próxima quarta-feira.

“Na primeira vez que disputei a São Silvestre, venci. Agora, estou feliz por retornar ao Brasil para participar da corrida novamente. Eu me sinto bem e fiz uma boa preparação. Em relação a 2011, estou em melhor forma e vou tentar ganhar pela segunda vez”, afirmou o atleta.

A edição de 2011 da Corrida Internacional de São Silvestre, vencida pelo representante da Etiópia, teve largada na Avenida Paulista e chegada em frente ao Parque do Ibirapuera. A partir do ano seguinte, o antigo percurso foi retomado, com o final diante do edifício da Fundação Cásper Líbero.

Tariku Bekele já está em São Paulo e, na manhã deste domingo, ficou preocupado ao realizar seu treinamento. “Está muito calor e isso é um desafio para mim. Competir com alta temperatura e umidade é sempre difícil, mas vou dar o melhor na prova”, declarou o etíope.

O ganhador da edição de 2011 da São Silvestre é irmão do astro Kenenisa Bekele, um dos maiores fundistas da atualidade, dono de três títulos olímpicos e cinco mundiais. Aos 32 anos, ele detém os recordes olímpicos e mundiais nos 10 mil e nos 5 mil metros.

Admirador do futebol brasileiro, o etíope Tariku Bekele, irmão de Kenenisa, é fã de Neymar e Ronaldinho Gaúcho
Admirador do futebol brasileiro, o etíope Tariku Bekele, irmão de Kenenisa, é fã de Neymar e Ronaldinho Gaúcho – Credito: Djalma Vassão/Gazeta Press
Nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, os dois irmãos participaram da final dos 10 mil metros. Ganhador na distância em Atenas 2004 e Pequim 2008, Kenenisa terminou na quarta colocação, mas viu seu irmão mais novo subir ao pódio para ganhar o bronze ao lado do britânico Mo Farah (ouro) e do norte-americano Galen Rupp (prata).

“Minha participação na São Silvestre de 2011 foi parte da preparação para as Olimpíadas. Venci aqui, comecei a treinar duro e depois ganhei a medalha olímpica em Londres. Foi muito bom. Meu irmão correu lesionado e por isso não conseguiu subir ao pódio”, justificou Tariku.

O etíope de 27 anos pretende disputar os 10 mil metros no Mundial de Pequim 2015 e nos Jogos Olímpicos 2016. “O principal objetivo é ganhar a medalha de ouro no Rio de Janeiro. Vou treinar com esse foco, é o meu maior sonho”, avisou Tariku, disposto a suceder o irmão mais velho.

Com largada na altura da Rua Frei Caneca e chegada em frente ao edifício da Fundação Cásper Líbero, a 90ª edição ininterrupta da Corrida Internacional de São Silvestre será realizada na manhã da próxima quarta-feira. A elite feminina parte às 8h40 (de Brasília) e a masculina, às 9 horas, junto com o pelotão geral.