Pedrinho recebe chance em nova função e tenta deslanchar no profissional

Tomás Rosolino - São Paulo , SP
24/01/2018 07:02:39

Em: Campeonato Paulista, Corinthians, Futebol

Em meio às cinco mudanças que promoveu na equipe do Corinthians para encarar a Ferroviária, nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no estádio do Pacaembu, o técnico Fábio Carille resolveu dar uma chance ao meia Pedrinho. Escalado pela primeira vez como um ponta pela esquerda desde o início da partida, o jovem de 19 anos terá a oportunidade de mostrar que, em 2018, conseguirá deslanchar no Alvinegro.

Uma das maiores promessas das categorias de base do Corinthians na década, o armador subiu com alarde ao time profissional no ano passado, conseguindo participações pontuais em jogos do Paulista e do Brasileiro, além de um gol marcado contra o Patriotas-COL, pela Copa Sul-Americana. Nada, porém, que justificasse a badalação recebida após a excelente Copa São Paulo de Futebol Júnior, quando foi o principal jogador do time campeão.

Visto mais como um armador do que como um velocista por Carille, o alagoano ficará como o substituto de Clayson na esquerda da segunda linha de quatro do time, responsável pela armação da jogada, ao lado de Maycon, Mateus Vital e Marquinhos Gabriel. Antes, ele normalmente era utilizado pela direita, atuando neste novo setor apenas por alguns minutos no empate por 1 a 1 com o Flamengo, em Itaquera. pelo Brasileiro.

A avaliação interna é que, apesar do talento evidente, que aparece a cada treino em campo reduzido, Pedrinho ainda peca muito na parte física. De acordo com os números da comissão, ele é um dos nomes que tem maior queda na intensidade à medida em que o jogo chega no seu terço final, algo atribuído ao biotipo do jogador, ainda bastante esguio se comparado com outros nomes do elenco corintiano.

“Se o Pedrinho conseguir dar uma encorpada, ninguém segura”, comentou à Gazeta Esportiva um membro da comissão, que pediu para não ser identificado. Para ele, o armador tem totais condições até de rivalizar com Jadson e Rodriguinho pela titularidade. No momento, porém, ele não aguenta atuar por 90 minutos em uma partida de alto nível.

O garoto, por sinal, recebeu uma dura pela má alimentação, explicitada nas diversas idas a uma rede de fast-food, e agora assegura estar mais regrado na dieta. Prejudicado em 2017 também por uma cirurgia para a retirada das amígdalas, o jogador tem mostrado um desempenho ascendente nos treinamentos.

A ideia dos corintianos é fazê-lo ganhar massa muscular em parâmetros semelhantes com o que ocorreu com Malcom, titular da equipe campeã brasileira de 2015. Hoje no Bordeaux-FRA e cotado por grandes clubes da Europa, a cria corintiana também passou por uma cirurgia para retirar as amígdalas antes de ganhar mais força para aguentar trombadas dos adversários.

“O Pedrinho tem melhorado bastante essa parte física, vai melhorar ainda mais. Precisa melhorar muito, é verdade, mas é só ter paciência, cuidar bem da alimentação”, explicou Carille, em entrevista concedida no ano passado, quando já projetava dar minutos ao armador no começo de ano. O momento, aparentemente, chegou.