"Não poderia ficar para ser reserva", diz Morata sobre saída do Real Madrid

São Paulo, SP

16-09-2017 11:38:27

Na última janela de transferências, Álvaro Morata deixou o Real Madrid para integrar o elenco do Chelsea. O atacante custou cerca de 70 milhões de euros (aproximadamente 300 milhões de reais), se tornando o jogador mais caro na história do clube inglês e o espanhol mais caro do mundo. No time merengue, porém, ele não vinha tendo muito espaço, já que a opção de Zidane para o ataque era Karim Benzema. Em entrevista ao jornal britânico Daily Mail, Morata comentou sobre sua saída da equipe e revelou o desejo de ter continuado na Espanha, porém não a qualquer custo.

"Zidane queria que eu ficasse e eu estava feliz em Madri. Mas não poderia ficar para ser reserva. Você chega a um ponto em que precisa jogar, crescer, sair da zona de conforto. É sobre estar confortável. Eu não quero isso. Sou ambicioso e faminto por sucesso. Para a Espanha... Quanto mais eu jogar, mais eu marcar, maior é a chance de ir à Copa do Mundo e ser titular", explicou o camisa nove.

Morata também comentou sobre diversas ofertas que recebeu de clubes e o porquê escolheu o Chelsea de Antonio Conte: "Tive várias ofertas, não só do Chelsea e do Manchester United, mas também de outras ligas. Foi uma boa situação para mim. A melhor conversa que tive, e a mais importante também, foi com Conte. Eu sentia que tinha uma dívida com ele. Ele me levou para a Juventus, mas logo saiu para treinar a Itália. Eu sempre quis jogar com ele depois disso. Foram só dois meses, mas sentia que o conhecia desde sempre. Quando soube que ele me queria, não pensei duas vezes. Fiz de tudo para que a transação acontecesse".

O espanhol destacou também a quantidade de bons treinadores com quem já trabalhou: "Na semana passada, vi uma foto da reunião de técnicos da Uefa. Eu vi e pensei:' Joguei sob o comando de Zinedine Zidane, Carlo Ancelotti e José Mourinho no Real Madrid; um pouco com Max Allegri na Juventus. E agora, estou com Conte que originalmente me levou à Juve. Só faltam Guadiola e Klopp".

Deixe seu comentário