Gazeta Esportiva

Técnico da seleção alemã, Low apoia ida de Schweinsteiger para os EUA

São Paulo, SP

22/03/17 | 14:57

Foram duas temporadas no Manchester United. Chegando com status de estrela, mas sem receber muitas oportunidades do técnico José Mourinho, Bastian Schweinsteiger está de saída dos Red Devils. O meia alemão acertou com o Chicago Fire e é mais um grande jogador a atuar nos Estados Unidos. Apesar da decisão do tetracampeão mundial, o técnico da seleção alemã Joachim Low acredita que ele ainda tem muito a oferecer.

“Ele me disse que fez tudo o que pôde para se firmar no time do Manchester United. Ele poderia ter ajudado seus ex-companheiros. Assisti muitos jogos do Manchester United em que eles deveriam ter entrado em campo com um meio-campista central, um cara que organizasse o jogo”, disse Low.

 Schweinsteiger não recebeu muitas oportunidades no Manchester United e optou por rescindir com o clube (Foto: John MACDOUGALL/AFP)
Schweinsteiger não recebeu muitas oportunidades no Manchester United e optou por rescindir com o clube (Foto: John MACDOUGALL/AFP)

Ídolo do Bayern de Munique, Schweinsteiger decidiu encerrar seu ciclo na equipe bávara após 13 anos e migrar para o futebol inglês. Esperando fazer história em um outro gigante europeu, o meia alemão, no entanto, não teve a mesma felicidade em Manchester e diversas vezes ficou de fora até mesmo dos relacionados para os jogos, treinando com a equipe sub-20.

Privado do que mais gosta de fazer, Schweinsteiger decidiu rescindir seu contrato com o Manchester United, que ainda tinha mais uma temporada a ser cumprida. Novo reforço do Chicago Fire, o meia conta com o apoio do treinador da seleção alemã, com quem se sagrou campeão mundial no Brasil.

“Penso que a ida de Basti [Schweinsteiger] para os Estados Unidos é boa para ele ter novas experiências e encerrar sua carreira na MLS. É uma boa descisão”, concluiu Joachim Low.

Deixe seu comentário