Futebol/Copa da Liga Inglesa

Aguerrido, Liverpool derruba retranca do Chelsea e arranca empate

GazetaEsportiva.net - Liverpool , - Inglaterra
20/01/2015 19:39:00

Em: Campeonatos, Chelsea, Futebol, Futebol Internacional, Liverpool

As duas equipes buscam o título da Copa da Liga Inglesa, mas o primeiro jogo da semifinal entre Liverpool e Chelsea terminou empatado em 1 a 1 em Anfield Road. Os Reds querem a taça para fechar com chave de ouro a história do ídolo Gerrard no clube. Já os Blues vivem uma fase brilhante sob o comando de José Mourinho e querem buscar a maior quantidade possível de troféus na temporada – atualmente, a equipe lidera o Campeonato Inglês e briga pela Liga dos Campeões.

Mourinho levou dois brasileiros a campo: o lateral Filipe Luís e o meia Willian – além do naturalizado espanhol Diego Costa, no comando do ataque. Do lado dos Reds, o volante Lucas Leiva e o meia Philippe Coutinho estavam entre os titulares. Do outro lado da chave do torneio, estão o Tottenham e o Sheffield United (da terceira divisão inglesa), que se enfrentam nesta quarta-feira, às 17h45 (de Brasília). As partidas de volta dos dois confrontos acontecem na semana que vem, e a final está marcada para fevereiro, em Wembley.

Com frieza, Hazard define primeiro tempo equilibrado – Desde o apito inicial, o ambiente em Anfield Road era de pura rivalidade. Maioria no estádio, a torcida do Liverpool cantava sem parar e vibrou pela primeira vez aos seis minutos, quando Markovic roubou a bola de Hazard no meio-campo. O lance não resultou em nada, uma vez que Willian recuperou para o Chelsea logo em seguida, mas foi o suficiente para aquecer os ânimos no inverno inglês.

Dez minutos depois, Gerrard – motivado pela sua iminente saída do Liverpool – viu Courtois adiantado e arriscou um chute colocado, de muito longe, mas com endereço certo. Para a sorte do time de Mourinho, o goleiro belga se recuperou a tempo e correu para espalmar. E a onda de felicidade dos Blues não parou por aí.

No minuto seguinte, Fàbregas respondeu com boa jogada pela esquerda, tocando para Hazard. Dentro da área, o camisa 10 foi derrubado pelo volante Can. O árbitro assinalou pênalti para os azuis. O próprio Hazard assumiu a responsabilidade da cobrança, posicionando a bola em frente ao goleiro do Liverpool – seu companheiro de seleção belga, Simon Mignolet. Bola no canto direito, arqueiro no lado oposto, e vantagem para o Chelsea no placar.

Mesmo com postura recuada, o Chelsea teve frieza para abrir o placar no primeiro tempo
Mesmo com postura recuada, o Chelsea teve frieza para abrir o placar no primeiro tempo – Credito: AFP

Após o gol, o Liverpool tocava bem a bola em busca do empate, mas as jogadas eram constantemente interrompidas no último setor do campo. Já o Chelsea recuou, jogando atrás da linha da bola. As disputas particulares marcavam as duas áreas: de um lado, Sterling e Cahill duelavam; do outro, Diego Costa e Skrtel protagonizavam um confronto à parte – com direito a uma cotovelada do zagueiro eslovaco no rosto do atacante.

Pressão, insistência e empate vermelho na raça – Vendo o revés se concretizar em sua própria casa, o Liverpool voltou com pressa para a etapa final. Os Reds só não chegaram ao empate antes porque a equipe sentia falta de um centroavante de ofício – o jogador mais avançado era Sterling. Como um prêmio pela sua insistência, o gol da igualdade saiu justamente dos pés do atacante velocista.

Se não recebia a bola dentro da área, Sterling recuou até a intermediária. A partir daí, desceu em velocidade carregando ela pelo meio e, no caminho, se livrou de Matic e Cahill – finalmente levando a melhor no duelo particular com o zagueiro –, chutando cruzado, no canto esquerdo de Courtois.

Do empate, o Liverpool tirou o fôlego que precisava para lutar por mais. Aos 21, a virada quase veio quando Coutinho fez uma linda jogada pela esquerda e rolou para Gerrard, no centro da área. O capitão chutou com a perna esquerda – que não é a sua preferida – e carimbou a trave, para o lamento dos Reds em Anfield. Em seguida, foi a vez de Coutinho receber de Sterling e obrigar Courtois a fazer uma bela defesa.

Na marca dos 30, com o apoio da torcida, o Liverpool chegou duas vezes com Henderson e Sterling, mas o goleiro belga do Chelsea – que se fechou ainda mais – fez milagre novamente. Na sequência, Alberto Moreno lançou para Sterling, que ajeitou e viu Lallana chegar batendo da entrada da área, com efeito, mas a finalização mais uma vez não venceu Courtois e não tirou a igualdade do placar.

O gol de empate foi muito comemorado por Gerrard, que briga pela sua última taça com a camisa do Liverpool
O gol de empate foi muito comemorado por Gerrard, que briga pela sua última taça com a camisa do Liverpool – Credito: AFP