Rapinoe cobra Messi, CR7 e Ibrahimovic a se posicionarem sobre questões sociais

São Paulo, SP

04-12-2019 15:25:05

Nesta semana, a norte-americana Megan Rapinoe foi a vencedora do prêmio Bola de Ouro, entregue pela France Football. Destaque também fora dos gramados por participar de lutas envolvendo questões sociais, a jogadora de 34 anos aproveitou os holofotes para cobrar grandes nomes do futebol masculino a se posicionarem sobre o tema.

Em entrevista à revista francesa, ela citou os nomes de Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Zlatan Ibrahimovic como exemplos de craques que poderiam fazer mais em relação aos casos de racismo e sexismo na modalidade.

“Eu gostaria de gritar: ‘Cristiano, Lionel, Zlatan, me ajudem! Essas grandes estrelas não são engajadas em nada enquanto tem muitos problemas no futebol masculino. Eles temem perder tudo? Eles acreditam nisso, mas não é verdade. Quem apagará Messi ou Ronaldo da história mundial do futebol por uma declaração contra o racismo ou o sexismo?”, declarou.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Rapinoe ainda afirmou que o prêmio conquistado recompensou não só seus feitos como jogadora, mas também como ativista. “Esta Bola de Ouro recompensa os dois. Por um lado, sou uma boa jogadora. Por outro lado, meu ativismo fora do campo me dá apoio, pois as pessoas entendem que estou agindo para encontrar soluções para os problemas da nossa sociedade. A ideia é capacitar outras pessoas a falarem mais alto", disse a atacante.

A estadunidense foi a segunda vencedora da história da Bola de Ouro Feminina, que passou a ser entregue no ano passado. Além do prêmio da France Football, ela conquistou o tetracampeonato mundial na Copa do Mundo da França com a seleção dos Estados Unidos e foi eleita a melhor jogadora do mundo na cerimônia The Best Fifa.


Deixe seu comentário