Felipão não vê Seleção Brasileira como principal favorita para Copa

São Paulo, SP

22-03-2018 12:26:54

Luis Felipe Scolari possui seu nome marcado na história da Seleção Brasileira e das Copas do Mundo tanto pelas conquistas, como pelas derrotas. Em 2002, o treinador esteve à beira do campo na conquista do pentacampeonato, mas em 2014, no mesmo posto, ficou lembrado por comandar a equipe que sofreu a histórica goleada por 7 a 1 para a Alemanha, na semifinal.

Em 2018, um conterrâneo de Felipão terá a missão de recolocar o Brasil no caminho das conquistas das Copas, mas o treinador, também com passagem pela seleção portuguesa, não vê seu país como o principais favorito para o Mundial da Rússia.

"Não vejo (Brasil como principal favorito). Os principais favoritos são oito, dez seleções. Muitos têm condições de vencer, não só o Brasil. Não é a única por ser pentacampeã. Eu vejo a mesma possibilidade de Copa do Mundo para todos, com oito ou dez equipes bem preparadas e capazes de levantar o troféu", disse o treinador ao jornal espanhol  Marca.

Felipão teve a oportunidade de treinar dois dos três melhores jogadores do mundo na atualidade: Cristiano Ronaldo e Neymar, em suas respectivas seleções. Porém, o comandante, atualmente sem clube, não acredita que algum dos dois, somados a Messi, podem desequilibrar sem um bom coletivo.

"Eu vejo isso diferente. Eles são jogadores de um time. Não vão produzir grandes diferenças individualmente sem o apoio de outros companheiros de equipe. Eles são fantásticos, maravilhosos, mas precisam de um esforço de equipe que os levará à final para vencer", analisou o gaúcho.

"Os três são de equipes importantes, assim como França e Espanha. O importante é o conjunto. Pelo que sei de Neymar e Cristiano Ronaldo, eles têm uma ótima imagem dentro de suas equipes e seus vestiários. Eles não são individualistas e sabem como liderar e fazer parte de um grupo", completou.

Deixe seu comentário