Dutra marca no primeiro toque e diz que “pode ajudar” de centroavante

Tomás Rosolino - São Paulo , SP
21/01/2018 23:07:58 — 21/01/2018 23:22:48

Em: Campeonato Paulista, Corinthians, Futebol
Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O atacante Júnior Dutra mal tinha terminado o seu aquecimento quando já comemorava seu primeiro gol com a camisa do Corinthians. Após entrar no lugar de Kazim, ele viu um gol do São Caetano ser anulado, seus companheiros puxarem rápido contra-ataque e a zaga adversária falhar feio para deixá-lo cara a cara com o goleiro Helton Leite. Tudo para uma noite que ele promete ganhar na sua memória.

“Essa camisa aqui, esse time aqui é muito grande. Tinha o sonho de jogar e fazer um gol. Queria muito. No segundo jogo com a camisa oficial… Estou muito feliz. A vitória veio para coroar. É continuar trabalhando”, disse o avante, que quase fez o segundo pouco depois, mas viu o passe de Jadson passar sem desvio e entrar lentamente na meta do adversário. Depois, já nos acréscimo, dominou bem e tentou o ângulo, mas mandou para fora.

“No segundo eu não vi. No terceiro lance meu foi uma pena a bola não ter entrado, dominei bem no lance. Mas hoje é dia de agradecer, vestir essa camisa, é um sonho. Vim aqui para jogar, como todo jogador, tenho que buscar meu espaço. Se vai ser agora eu não sei, mas o Carille sabe onde pode contar comigo”, avaliou, deixando claro que não se vê apenas como camisa 9.

“Hoje (domingo) ele precisou de mim como 9, creio que fiz um grande jogo, vou aos poucos buscando o meu lugar”, comentou o ex-Avaí, bastante elogiado também pelo comandante. Para o treinador, o atleta está numa fila de jogadores do elenco que podem ocupar aquele setor.

“Tenho trabalhado vários jogadores ali, tem muitos atletas para entrar em melhor forma física. Já trabelhei o Lucca, o Carlinhos, Dutra que é mais rápido. Temos muitos jogadores para jogar ali. Não é achar, improvisar, ele jogou assim várias vezes, no Japão e no Avaí, joga nas três, tanto aberto quanto de 9”, concluiu Carille.