Del Nero pede nova licença e Coronel Nunes assume comando da CBF

São Paulo, SP

07-01-2016 14:24:42

Nesta quinta-feira, o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, após uma reunião com a cúpula da entidade, divulgou por meio de nota que entrará em licença do cargo pelo período de até 150 dias. Com isso, Del Nero indicou interinamente o vice-presidente Coronel Antonio Carlos Nunes como mandatário máximo da Confederação.

Em dezembro, Marco Polo já havia pedido uma licença do cargo de presidente da CBF e, na ocasião, optou por colocar o deputado Marcus Vicente interinamente no comando. Entretanto, na última terça-feira, Del Nero retomou a posição e afastou Vicente, já prevendo sua saída dois dias depois, para que o Coronel Nunes assumisse a presidência da entidade.

Mandatário da Federação Paraense de Futebol, Coronel Nunes foi eleito vice-presidente da CBF no dia 16 de dezembro no lugar de Marin, afastado do cargo pela própria entidade. Desta forma, aos 77 anos, ele passou a ser o vice mais velho da entidade, tendo a presidência garantida em caso de renúncia de Del Nero.

Entre os clubes paulistas, Coronel Nunes é uma unanimidade. No início de dezembro, uma reunião na Federação Paulista de Futebol (FPF), - com a presença de Roberto de Andrade (Corinthians), Paulo Nobre (Palmeiras), Ataide Gil Guerrero (vice-presidente de futebol do São Paulo), Modesto Roma (Santos), Vanderlei Pereira (Ponte Preta) e Marquinhos Chedid (Bragantino) – definiu o apoio ao mandatário.

Como contrapartida, nesta mesma reunião, definiram-se diversas exigências como o fortalecimento da União Nacional dos Clubes, que passariam a definir sozinhos os direitos de transmissão, patrocínios das competições e o comando da arbitragem.

Para a oposição, a operação foi uma manobra para colocar Nunes no poder e evitar que Delfim de Pádua Peixoto, presidente da Federação Catarinense de Futebol, assumisse a presidência. O mandatário de 75 anos está no comando do futebol catarinense desde 1985.

Confira abaixo o comunicado:

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Deixe seu comentário