Gazeta Esportiva

Al-Gharafa frustra São Paulo e contrata técnico Diego Aguirre

São Paulo, SP

20/11/15 | 19:35 - 20/11/15 | 19:45

 

Nome considerado no São Paulo antes da contratação e depois da demissão de Doriva, Aguirre vai para o Catar (foto: divulgação/SCI)
Nome considerado no São Paulo antes da contratação e depois da demissão de Doriva, Aguirre vai para o Catar (foto: divulgação/SCI)

Especulado para assumir o São Paulo tanto após a saída de Juan Carlos Osorio quanto depois da demissão de Doriva, Diego Aguirre não tem mais chances de desembarcar no Morumbi para 2016. Nesta sexta-feira, o Al-Gharafa, do Catar, anunciou a contratação do uruguaio para substituir o brasileiro Péricles Chamusca, demitido recentemente.

Aos 50 anos, Aguirre voltará ao Catar após pouco menos de dois anos longe do país árabe. Em 2014, chegou a comandar o próprio Al-Gharafa por alguns meses, mas questões pessoais o fizeram retornar para a América do Sul, onde, no início de 2015, assumiu o Internacional, mas foi demitido em agosto após queda na semifinal da Libertadores e alguns maus resultados no Campeonato Brasileiro.

Antes de sua “nova equipe”, o uruguaio já havia dirigido o também catari Al-Rayyan, entre 2011 e 2013, período no qual conquistou quatro títulos (duas vezes a Copa Sheik Jassem, a Copa do Emir de Catar e Copa Príncipe da Coroa – a Crown Prince Cup).

Aguirre era um dos nomes especulados para assumir o comando técnico do São Paulo por já ter passagem pelo clube como jogador, em 1990, e pela nacionalidade uruguaia, fator em comum com ídolos da equipe como os zagueiros Diego Lugano e Darío Pereira (também ex-técnico do Tricolor) e o meia Pedro Rocha, destaque do time na década de 1970, falecido em 2013.

Deixe seu comentário