Neymar passa em branco, City bate o PSG e avança à final da Liga dos Campeões pela primeira vez

São Paulo, SP

04-05-2021 17:54:34

O Manchester City fez história nesta terça-feira. Depois de vencerem o jogo de ida da semifinal da Liga dos Campeões por 2 a 1, os Citizens voltaram a derrotar o Paris Saint-Germain nesta tarde, dessa vez por 2 a 0, em casa. Com o resultado, o time do técnico Pep Guardiola disputará pela primeira vez na história a final do torneio continental.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

A partida começou com o gramado do Etihad Stadium repleto de gelo. Isso porque, horas antes do embate, caiu uma forte tempestade de granizo na cidade de Manchester. Apesar das adversidades climáticas, o confronto foi bem movimentado. Os tentos decisivos saíram dos pés de Mahrez, um aos nove da etapa inicial e o outro aos 17 do segundo tempo.

Na grande decisão, os ingleses encaram o vencedor de Real Madrid x Chelsea, que se enfrentam nesta quarta-feira, às 16 horas (de Brasília), em Londres. Na ida, houve um empate de 1 a 1, em Madri. A final está marcada para o dia 29 de maio, sábado, no estádio Olímpico Ataturk, em Istambul, na Turquia.


O jogo - Os visitantes até começaram o primeiro tempo melhores, tentado apertar em busca do gol, mas quem acabou sendo mais eficiente foram os anfitriões. Com o relógio marcando dez minutos, Zinchenko recebeu lindo lançamento de Ederson e encontrou De Bruyne livre. O belga, então, finalizou, mas foi travado pela marcação. A bola, no entanto, sobrou limpa para Mahrez, que tocou por baixo de Navas para abrir o placar.

A resposta do PSG saiu aos 16. Após cruzamento de Di María, Marquinhos subiu mais que a defesa e testou no travessão. Já aos 46, quase saiu mais um do City. Mahrez fez bela jogada individual e obrigou Navas a fazer boa defesa. No rebote, Bernardo Silva bateu com desvio e tirou tinta da trave.

Na volta do intervalo, já com o gramado limpo, o Paris seguiu tentado apertar, mas o time encontrou muitas dificuldades para furar a marcação adversária. Do outro lado, os Citizens apostavam nos contra-ataques, e a estratégia deu resultado. Com 17 minutos, Foden tabelou com De Bruyne e cruzou rasteiro para Mahrez, que só teve o trabalho de estufar as redes e sair para o abraço.

Cinco minutos depois, a vida dos visitantes ficou ainda mais difícil. Isso porque Di María foi expulso após dar um pisão sem bola em Fernandinho. Com um homem a mais, os ingleses sobraram em campo. Aos 31, Foden finalizou cruzado e carimbou a trave. A partir de então, os comandados de Guardiola apenas administraram o placar até o apito final do árbitro.

Deixe seu comentário