Governo autoriza presença de público na final da Copa da Itália

São Paulo, SP

29-04-2021 19:44:31

Marcada para acontecer no dia 19 de maio, a final da Copa da Itália entre Juventus e Atalanta terá a presença de público. O governo italiano confirmou nesta quinta-feira que o estádio Mape, sede da decisão, poderá receber até 4,7 mil torcedores.

A informação foi confirmado pelo subsecretário da Saúde italiana, Andrea Costa, que reiterou que a decisão foi tomada junto ao CTS (Comitê Técnico-Científico) e que será feito um protocolo específico para que todos os torcedores possam assistir o jogo em segurança.

"Depois de ter discutido com o ministro Roberto Speranza, confirmo a vontade do governo de abrir o estádio aos torcedores com 20% da capacidade. O CTS (Comitê Técnico-Científico) está atualmente estudando o protocolo para permitir que os espectadores alcancem e acompanhem o jogo com segurança em total conformidade com a legislação anti-covid", declarou.

Confirmada como sede da Eurocopa deste ano, Roma poderá receber cerca de 25% de público no Estádio Olímpico. Andrea Costa destacou que a decisão de abrir os portões para os torcedores na Final da Copa da Itália foi totalmente apoiada após a capital italiana ser confirmada como uma das sedes da competição organizada pela Uefa.

“Depois de dar luz verde aos europeus com uma presença de 25% de torcedores, apoiei imediatamente a possibilidade de poder permitir o acesso ao público com percentagens mais baixas também a outros eventos esportivos, como a final da Copa da Itália e a final do Torneio Internacional de Tênis (Masters 1000 de Roma) no dia 16 de maio em Roma. Serão testes importantes para a Eurocopa. Um sinal fundamental para todo o mundo do esporte, que mais uma vez abre caminho na indicação de datas para um retorno gradual à vida normal”, completou.

Mesmo que outros países da Europa já estejam promovendo o retorno do público aos estádios, a Itália vetou a abertura dos portões desde o início da pandemia. A exemplo da Copa da Liga Inglesa, realizada no último domingo, em Londres, a Espanha é outro país que está próxima de ter o retorno de torcedores às arquibancadas.

Deixe seu comentário