Com gol nos acréscimos, Juventus vence o clássico de Turim

São Paulo, SP

31-10-2015 17:57:52

 

Com gol de Cuadrado, aos 49 minutos do segundo tempo, a Juventus bateu o Torino por 2 a 1, em casa, e venceu o clássico de Turim. Pogba abriu o placar, aos 19 minutos da primeira etapa, acertando um chute no ângulo esquerdo, sem chances para o goleiro Padelli. O Torino empatou no início do segundo tempo, com Bovo. A vitória da Juve veio somente nos acréscimos, com gol salvador do meia colombiano.

Na próxima rodada, no dia 8 de novembro, às 12h (de Brasília), a Juventus visita o Empoli, no Carlo Castellani. Mais cedo, às 9h30 (de Brasília), o Torino recebe a Inter de Milão, no estádio Olímpico de Turim.

O jogo – A partida começou truncada, digna de um verdadeiro clássico. Logo com 11 minutos, a Juventus perdeu Khedira, que se machucou. Cuadrado entrou em seu lugar. A primeira chance de gol foi do Torino, aos 18 minutos, com Quagliarella. O atacante ficou com a sobra após cobrança de falta e chutou com perigo. A bola passou rente à trave direita de Buffon.

No lance seguinte, a Juve abriu o placar. Em jogada de velocidade, Pogba avançou pelo meio até a entrada da área. De lá, mandou um chute forte que entrou no ângulo esquerdo de Padelli. O goleiro do Torino não esboçou reação e viu a bola morrer no fundo das redes.

O gol sofrido fez com que o Torino saísse mais para o jogo, dando espaços para um contra-ataque da Velha Senhora. A partida, no entanto, permanecia disputada e até certo ponto violenta. O árbitro distribuiu quatro cartões amarelos em um intervalo de 15 minutos. Na marca de 30 minutos, Quagliarella desperdiçou grande chance de empatar, ao mandar para fora após receber cruzamento.

Cuadrado entrou no lugar de Khedira e decidiu o jogo com um gol nos acréscimos (foto: Marco Bertorello/AFP)
Cuadrado entrou no lugar de Khedira e decidiu o jogo com um gol nos acréscimos (foto: Marco Bertorello/AFP)

 

A Juventus não demorou para responder e por pouco não ampliou com Dybala, instantes depois. O atacante argentino recebeu passe na entrada da área e finalizou. A bola passou a centímetros da trave esquerda e assustou Padelli. Quagliarella jogava praticamente sozinho no ataque do Torino e, mesmo assim, incomodava a defesa juventina.

O Torino voltou melhor para a etapa final e logo com seis minutos chegou ao empate. Cesare Bovo pegou rebote na entrada da área e mandou para o fundo das redes. A virada quase veio sete minutos depois. Após cobrança de escanteio, Glik subiu mais do que os zagueiros e testou firme. Buffon fez milagre e evitou o segundo gol do Torino.

Passado o susto inicial, a Juventus retomou o controle do jogo. Hernanes quase marcou o gol que coloria a Velha Senhora novamente à frente no marcador. Aos 20 minutos, o volante ex-São Paulo fez grande jogada individual e arriscou de fora da área. A bola saiu tirando tinta do travessão de Padelli, que nada pôde fazer.

Buffon estava inspirado e evitou outro gol do Torino, aos 30, desta vez de Zappacosta. O capitão da Juventus recebeu aplausos do torcedor após operar mais um milagre e manter o placar igual. A Juventus também criva oportunidades, entretanto não conseguia convertê-las em gol.

À medida em que a partida se aproximava do final, tudo indicava que o 1 a 1 se manteria no placar. Logo depois de o árbitro sinalizar quatro minutos de acréscimo, Cuadrado cabeceou com perigo, acertando o travessão. No último minuto, no entanto, o colombiano encontrou o gol, depois de receber belo passe do lateral esquerdo brasileiro Alex Sandro, ex-Santos, e decretou a vitória da Velha Senhora.

Deixe seu comentário