Futebol/Campeonato Inglês

Jesus revela conversa com Neymar antes de acerto com City

São Paulo , SP
20/05/2017 14:32:11 — 30/05/2017 17:58:16

Em: Brasil, Futebol, Futebol Inglês
Gabriel Jesus revela admiração por Ronaldo (Foto: Pedro Martins/MoWA Press)

Após ter retornado aos gramados, depois de dois meses afastado por conta de uma lesão, o atacante Gabriel Jesus voltou a ser convocado para servir a Seleção Brasileira do técnico Tite. Dono da camisa 9 do Brasil, o jogador revelou que Ronaldo é a sua maior inspiração no futebol e relatou uma conversa com o atual 10 da Amarelinha, Neymar, sobre o Barcelona, antes de decidir ir para o Manchester City.

Segundo o jovem brasileiro, Ronaldo Fenômeno é seu grande ídolo no futebol. “É um jogador que eu sempre admirei e agora, conhecendo ele, admiro ainda mais. Às vezes as pessoas fazem comparações da gente, mas é difícil comparar alguém com o Ronaldo”, disse em entrevista ao portal inglês The Sun. 

Leia mais:

Gabriel Jesus marca e deixa o Manchester City muito perto da Champions

Mesmo reservando forte admiração pelo ex-camisa 9, Jesus reforçou por que dispensa comparações com o atleta. “Ronaldo é único, assim como Neymar e Ronaldinho. Eu também sou único e estes jovens jogadores que estão surgindo também são únicos. É ainda mais difícil comparar com Ronaldo e o quanto incrível ele foi”, destacou.

Uma das maiores promessas da última década, a compra de Gabriel Jesus pelo Manchester City, rendeu mais de 100 milhões aos cofres do Palmeiras. Na época em que o jogador estava para sair do clube brasileiro, não somente os ingleses como também outros times do Velho Continente se interessaram pelo seu futebol. Uma das equipes que ficou muito próxima de fechar com o jogador foi o Barcelona, mas Gabriel ressaltou que escolheu pelo City por saber que, além de defender as cores de um gigante, tinha boas chances de jogar

“Foi um momento muito complicado escolher um clube. Neymar sabe o quanto é difícil ser um jovem brasileiro que os europeus querem. Ele falou comigo sobre o Barcelona, como era o time, a cidade e o clima que era parecido com o Brasil”, disse. “Eu escolhi um time para onde eu pudesse chegar e ter mais chances de jogar. Isso fez toda a diferença. E também, o fato de o City estar realmente interessando em mim, Pep Guardiola me ligou e tivemos uma conversa”, acrescentou o jogador que, em nove jogos defendendo os Citizens, tem seis gols marcados.