Vôlei/Superliga masculina

Minas bate o Brasil Kirin em casa e sai na frente por vaga na semifinal

GazetaEsportiva.net - Belo Horizonte , MG -
09/03/2015 20:31:00

Em: Campeonatos, Vôlei

No fechamento da primeira rodada das quartas de final da Superliga Masculina de Vôlei, o Minas Tênis Clube venceu o Brasil Kirin em Belo Horizonte (MG) por 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/21 e 25/23. Ao conquistar o resultado, os mineiros igualaram o feito de todos os outros times mandantes, que venceram o primeiro jogo dos playoffs sem ceder nenhum set aos adversários. O segundo jogo acontece no próximo domingo (15), às 10h30 (de Brasília), em Campinas (SP).

Os oito primeiros colocados da primeira fase da Superliga avançaram à etapa atual, sendo que os quatro melhores deles ganharam a vantagem de iniciar a disputa das quartas em casa, e a aproveitaram. No último sábado, o Sesi-SP e o Sada Cruzeiro fizeram 3 sets a 0 no Ziober Maringá e no Montes Claros, respectivamente. Mesmo placar do triunfo do Taubaté sobre o Vôlei Canoas neste domingo.

O jogo – Diante de sua torcida, o Minas fez valer o fator casa desde o início, apesar de enfrentar um Brasil Kirin resistente. No primeiro set, o equilíbrio no placar durou até a metade da parcial, quando os donos da casa dispararam para fechar em 25/21 e abrir vantagem na partida.

O mesmo placar se repetiu no segundo set, quando a equipe paulista voltou a impor muita dificuldade aos mineiros, mas, na reta final da parcial, voltou a ver os donos da casa abrirem vantagem para levar mais um set.

O cubano Escobar (à direita), do Minas, foi o maior pontuador da partida, com 20 unidades anotadas
O cubano Escobar (à direita), do Minas, foi o maior pontuador da partida, com 20 unidades anotadas – Credito: Orlando Bento/Divulgação

A situação incômoda na partida fez com que o Brasil Kirin voltasse ainda mais motivado e atento para o quarto set, de forma que o time conseguiu sair na frente e abrir vantagem de 8 a 4 no início. O treinador do Minas, Nery Tambeiro, agiu rápido, pediu tempo e repreendeu os atletas, recomendando que reagissem para não permitirem que os adversários “entrassem no jogo”.

Na sequência, o time da casa mostrou ter entendido a mensagem e conseguiu a virada ao somar seu 16º ponto, contra 15 atingidos pelos adversários. Com a superioridade no placar, o Minas arrancou para a vitória. A equipe ainda sofreu no fim do set, quando os visitantes encostaram no placar. Um erro da arbitragem, que não deu ponto para o Brasil Kirin em ataque que resvalou no bloqueio antes de aterrissar do lado de fora da quadra mineira, suscitou reclamações do time de Campinas, que saiu derrotado por 3 sets a 0 com a última parcial em 25/23.