Riquelme reclama de arbitragem e brasileiros lembram Boca beneficiado contra Palmeiras e Corinthians

São Paulo, SP

21-07-2021 10:44:58

Juan Román Riquelme, ídolo e atualmente diretor do Boca Juniors, se manifestou de forma contundente contra as arbitragens da eliminatória entre Atlético-MG e Boca, que culminou na eliminação da equipe xeneize nas oitavas de final da Libertadores.


Tanto na ida como na volta, o Boca teve um gol anulado após revisão no VAR. Segundo o ex-meia, o Boca venceu as duas partidas e, por méritos, deveria avançar de fase. "Ganhamos os dois jogos e ficamos fora. Fizemos dois gols e não quiseram nos dar. O que está acontecendo é lamentável. Não nos deixaram passar de fase. Por mais gols que fizéssemos, não queriam que o Boca passasse", disse Riquelme à TyC Sports.

"Todo mundo sabe que foram gols. É lamentável, vergonhoso, não é sério. É triste para o futebol sul-americano. A Libertadores está perdendo muito prestígio", completou o dirigente do gigante argentino.

Após as declarações de Riquelme, torcedores de Corinthians e Palmeiras se manifestaram apontando uma incoerência no discurso do ex-jogador, já que suas equipes já foram inegavelmente prejudicada contra o Boca na competição continental. E, nas duas ocasiões, Riquelme esteve em campo, inclusive fazendo gols.

Palmeiras e Boca se enfrentaram na semifinal da Libertadores de 2001. No jogo de ida, que terminou empatado em 2 a 2, o árbitro paraguaio Ubaldo Aquino deu um pênalti inexistente para os xeneize e não assinalou uma penalidade clara para o Verdão, que gerou muita repercussão na época. Na volta, o Boca avançou para a final via pênaltis.

Já contra o Timão, o Boca acabou avançando para as quartas de final da Libertadores de 2013. Nas oitavas, o Corinthians perdeu o jogo de ida por 1 a 0 e precisava reverter o placar no Pacaembu. No entanto, a arbitragem capitaneada por Carlos Amarilla deixou muitas dúvidas, anulando dois gols legais do Alvinegro e ignorando dois pênaltis. Com o empate em 1 a 1, o Boca passou de fase.

Deixe seu comentário