Cabuloso! Cruzeiro bate Huracán e mantém 100% na Liberta

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG
10/04/2019 21:23:48

Em: Bastidores, Campeonatos, Cruzeiro, Huracán (ARG), Libertadores
Fred marcou mais três gols na noite desta quarta-feira (Foto: DOUGLAS MAGNO/AFP)

O Cruzeiro fez jus ao apelido “Cruzeirão Cabuloso”. Na noite desta quarta-feira, no Mineirão, a Raposa bateu o Huracán, por 4 a 0, e garantiu seus 100% de aproveitamento na Copa Libertadores da América. O resultado garante o time celeste na próxima fase da competição, já o grupo argentino, com apenas um ponto, está dando adeus ao torneio.

O resultado mostrou, além de tudo, o retorno triunfal de Fred ao futebol brasileiro. Depois de um 2018 com incertezas, o goleador faz uma temporada consistente, jogando bem e garante seu segundo hat-trick seguido – o primeiro foi contra o América, no último fim de semana, pelo Campeonato Mineiro.

O Cruzeiro agora se prepara para a final do Campeonato Mineiro, contra o Atlético, no domingo, no Mineirão, na partida de ida da decisão.

Primeiro tempo

O Cruzeiro entrou em campo para comprovar sua boa fase, tanto na temporada, quanto no torneio continental. O grupo celeste tem 100% na Libertadores e os primeiros minutos mostraram a clara ideia da Raposa de buscar o resultado logo.

No primeiro minuto de jogo, em boa jogada pela esquerda, Marquinhos Gabriel bateu cruzado e Fred chegou atrasado para marcar o primeiro tento. A Raposa, no entanto, seguiu em cima, não dava oportunidades para o time argentino respirar e ter alguma tranquilidade.

Após alguma pressão, aos 18 o Cruzeiro abriu o placar. Em boa jogada de Marquinhos Gabriel na esquerda, a bola é lançada na área e Fred sobe para marcar o primeiro tento da Raposa na noite.

Logo após o gol celeste, o Huracán tentou surpreender para empatar. Barrios recebeu a bola e conseguiu a finalização, mas o goleiro Fábio fez grande defesa. Na volta, Damonte chutou novamente e o arqueiro celeste conseguiu novamente evitar o pior segurando novamente. O zagueiro Dedé chegou para completar o serviço e mandar para longe.

Aos 22 o Cruzeiro ampliou. Em cruzamento de Robinho, da direita, a bola chegou em Marquinhos Gabriel que chutou de primeira e Fred, na área, só empurrou para marcar o segundo tento celeste.

O Cruzeiro seguiu melhor em campo, mas forte, com o meio campo encaixado e com o esquema de jogo do técnico Mano Menezes funcionando em plena forma.

Aos 31, o Cruzeiro marcou o terceiro. Novamente Fred foi o autor do tento. Em cruzamento de Dodô na área, Fred subiu mais que todo mundo e desviou de cabeça. A bola ainda bateu no goleiro, mas a redonda foi parar dentro da meta.

E mesmo com o resultado, o Cruzeiro seguiu melhor em campo. A equipe trocava passes para tentar o quarto gol. Aos 36, Marquinhos Gabriel recebeu o passe de Orejuela, mas o chute não foi bom e a bola passou por cima do gol.

Segundo tempo

Com o resultado mais que garantido, o Cruzeiro voltou mais tranquilo para a etapa complementar. Oportunidade para o técnico Mano Menezes colocar atletas que não tem muitos minutos em campo e rodar o elenco. A Raposa passou a trocar passes e claramente tirou o pé.

O Huracán tentava tirar um pouco a diferença, mas o Cruzeiro é muito bem defensivamente. A equipe com as linhas bem trabalhadas não dava espaços e sobrava ao Huracán tentativas de longe.

Aos 37, o Cruzeiro ampliou novamente. Com um belo gol, Dodô marcou seu primeiro tento com a camisa do Cruzeiro e deu números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO 4 X 0 HURACÁN

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 10 de Abril de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 19h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Júlio Bascuñán (Chile)

Gols: Fred, aos 18, 22, 31 do primeiro tempo, Dodô, aos (Cruzeiro)
Cartões: Dedé, Lucas Romero (Cruzeiro); Alderete, Perez, Auzqui (Huracán)

CRUZEIRO – Fábio; Orejuela, Léo, Murilo e Dodô; Henrique, Lucas Romero, Robinho (Rafinha), Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; e Fred (Raniel).
Técnico: Mano Menezes

HURACÁN – Silva, Chimino, Salcedo, Alderete, Carlos Araújo, Damonte, Rossi, Walter Perez (Roa), Auzqui, Barrios, Gamba (Chavez)
Técnico: Antônio Mohamed