Fifa decide manter clássico entre Brasil e Argentina e reduz multas às federações

São Paulo, SP

09-05-2022 11:55:08

O Comitê de Recursos da Fifa se manifestou nesta segunda-feira quanto aos recursos apresentados pela CBF e pela AFA (Associação de Futebol Argentino) em relação ao clássico suspenso entre as equipes, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar.

A entidade confirmou a realização da partida e optou por manter a multa de 50 mil francos suícos (R$ 256 mil) às duas federações por consequência ao atraso.

A partida ocorreria no dia 5 de setembro do último ano, na Neo Química Arena, mas foi interrompida aos seis minutos após invasão de agentes da Anvisa.


Em fevereiro, a Fifa decidiu que o duelo seria realizado em nova data e local. Pouco mais de um mês depois, a entidade definiu que o jogo acontecerá no dia 22 de setembro. A CBF, como mandante, precisa informar o local até 22 de junho.

Apesar de manter a multa pela suspensão, a Fifa reduziu para 250 mil francos suíços (cerca de R$ 1,2 milhão) a pena aplicada à CBF por "infrações relacionadas à ordem e segurança". A punição à AFA, "pelo descumprimento das suas obrigações em relação à sua preparação e participação na partida", também foi reduzida para 100 mil francos suíços (R$ 513 mil).

Após o anuncio da FIFA, a AFA informou que vai recorrer contra a realização da partida no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).

"A AFA solicitará hoje os fundamentos de ambas as decisões e efetuará as apelações correspondentes no TAS para continuar defendendo os direitos de nossa seleção", disse a federação argentina em comunicado.

Vale lembrar que Brasil e Argentina irão realizar um amistoso no dia 11 de junho, na Austrália, além do jogo pendente.

Deixe seu comentário