Atlético não joga bem contra Union La Calera e inicia com derrota a luta na Sul-Americana

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG
21/05/2019 23:32:48 — 21/05/2019 23:36:50

Em: Atlético-MG, Bastidores, Campeonatos, Copa Sul-Americana

O Galo não começou bem uma de suas esperanças na temporada 2019. Em duelo na noite desta terça-feira, o Union La Calera bateu o Atlético, por 1 a 0, no Estádio Nicolás Chahuan Nazar, em partida válida pela segunda fase da Copa Sul-Americana. A decisão será na próxima terça-feira, em Belo Horizonte, no Independência.

O Atlético não fez uma partida brilhante. Foi bem defensivamente, conseguiu segurar as principais ações do La Calera, mas sofreu um tento. O clube chileno, por sua vez, soube aproveitar o melhor conhecimento que tem em seu gramado sintético e pressionou o Galo em alguns momentos.

O Galo agora se prepara para o duelo contra o Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro. A equipe vai do Chile direto para Porto Alegre e no sábado enfrenta o adversário.

Primeiro tempo

O Atlético entrou em campo com a equipe bastante modificada em relação ao que joga normalmente. No gol, Victor foi poupado para o jovem Cleiton ter minutos em campo. Na zaga, Rever, contundido, não viajou. Entre os volantes, Adilson fez dupla com Jair. No meio campo, Vinícius e Nathan foram utilizados e no ataque Alerrandro.

Uma equipe alternativa somada ao campo com grama artificial dificultou bastante à vida do Atlético. A equipe mineira apenas se defendeu pelos 10 primeiros minutos. O Galo não conseguia sair para o ataque e errava muitos passes. No meio campo, Vinícius tinha dificuldade para armar a equipe preto e branca. Com isso, os laterais ficaram sobrecarregados e Chará apareceu pouco na frente.

O La Calera conseguia segurar a bola com mais facilidade – talvez por estar mais acostumado com o gramado – e trocava mais passes e agredia o Galo. Vale ressaltar que uma agressividade bastante tranquila pelo lado atleticano que conseguia se defender bem nas linhas e dava poucos espaços.

Após os 20 minutos o Atlético conseguiu igualar as ações do jogo. Mais acostumado com o grama sintética, o Galo passou a atacar, Alerrandro ficou mais participativo e Chará avançou para a linha da frente, deixando de atuar como um volante para ir a ponta direita. Isso fez com que a equipe mineira chegasse mais a frente e, consequentemente, o Union La Calera perdeu profundidade.

Apesar da movimentação para os dois lados, o La Calera teve uma boa oportunidade, com um chute de longa distância defendido por Cleiton. No finalzinho do primeiro tempo, com Jair, o Galo também chegou com perigo, mas o arqueiro defendeu a batida.

Segundo tempo

O Union La Calera voltou com mais intensidade como aconteceu no primeiro tempo. A equipe trocava os passes em velocidade e conseguia chegar a frente, mas, novamente combatia uma defesa bem postada em campo. O Galo, por sua vez, passou a solucionar o problema.

Aos 18 minutos o La Calera chegou ao gol. Em jogada pela direita, após alguma pressão ao Galo, a bola chegou na medida para Lobos. Ele subiu e desviou a bola para o fundo das redes.

Após o tento, o Galo partiu para o ataque. A desenho tático do jogo mudou: o Atlético partiu para buscar o empate, deixou de ser o time defensivo, e os chilenos contra-atacavam. E assim, levaram mais perigo. O Atlético, todavia, não: sem chances claras.

O técnico Rodrigo Santana mandou para o campo Maicon Bolt, Bruninho e Terans, mas as substituições não surtiram efeito.

FICHA TÉCNICA
UNION LA CALERA 1 X 0 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Nicolás Chahuan Nazar
Data: 21 de maio de 2019 (Terça-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Juan Contreras

Cartões: Bou (La Calera); Igor Rabello (Atlético)
Gol: Lobos, aos 18 minutos do segundo tempo (La Calera)

UNION LA CALERA: Augusto Batalla, Yonathan Andía, Christián Vilches, Pablo Alvarado e Wiemberg, Laba, Leiva, Zúñiga (Navarrete), Lobos, Walter Bou, Larrondo.
Técnico: Francisco Meneghini.

ATLÉTICO – Cleiton, Guga, Léo Silva, Igor Rabello, Patric, Adilson, Jair (Terans), Vinícius, Nathan (Bruninho), Chará e Alerrandro (Maicon).
Técnico: Rodrigo Santana.