Copa do Brasil

Allianz Parque | 12/09/2018

Futebol

Palmeiras e Cruzeiro começam a decidir semifinal da Copa do Brasil

Bruno Calió e Marcellus Madureira - São Paulo , SP
12/09/2018 08:32:24

Em: Copa do Brasil, Cruzeiro, Escolha do editor, Palmeiras

Nesta quarta-feira, Palmeiras e Cruzeiro começam a decidir uma vaga na final da Copa do Brasil em duelo no Allianz Parque, às 21h45 (de Brasília). O Verdão chega animado pela ótima campanha com Luiz Felipe Scolari e o triunfo recente contra o maior rival. Já a Raposa pensa em parar o ímpeto palestrino com Dedé, que estará em campo graças a um avião fretado pelo clube celeste.

Após a vitória no Derby, o Verdão deu sequência ao bom momento defensivo que vem vivendo atualmente: apenas dois gols sofridos nos últimos 13 jogos. Neste intervalo, o Maior Campeão do Brasil permaneceu sem ser vazado por nove partidas completas, marca que igualou a segunda melhor série intransponível da história do clube.

“O Felipão cobra da gente que estejamos organizados. Se não tomarmos gol, com certeza aumenta a chance de ganhar. Temos que arrumar a casinha e jogar seguro, mesmo que precise de chutão. Não tem essa de jogar feio, o importante é ganhar. Sabemos que nosso ataque é muito bom, então se não sofrermos, logo a gente faz um gol e pode ganhar”, afirmou Thiago Santos.

A vaga a ser decidida pelos dois times será a terceira em quatro anos na Copa do Brasil. Em 2015, o Verdão levou a melhor nas oitavas de final do torneio, com atuação espetacular de Gabriel Jesus no jogo decidido no Mineirão. Em 2017, mais uma vez em Minas, as quartas de final tiveram classificação celeste com gol anotado pelo hoje palmeirense Diogo Barbosa em dois empates e com vantagem pelo tento anotado fora de casa.

“Vantagem (para o segundo jogo) é ganhar o jogo. Temos que pensar em vencer, só isso. Claro que será um jogo difícil, mas temos que saber que nossa equipe é muito forte. Temos tudo para fazer uma grande atuação e conseguir a vitória”, completou Thiago Santos.

Do lado mandante impera o mistério na escalação. Bruno Henrique, com um edema no sóleo (panturrilha), fez treinos físicos na segunda-feira, mas não participou dos trabalhos de terça na Academia de Futebol. Borja, com uma lesão de grau um no mesmo local, também é dúvida.

O Cruzeiro vê o histórico recente do Palmeiras e se assusta. O time de Felipão não perdeu ao comando do novo treinador e sustenta uma boa defesa armada pelo comandante. Para evitar contratempos, o técnico Mano Menezes prega a cautela do atual campeão da Copa do Brasil.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O Cruzeiro tem mais soluções que problemas para o duelo. Por exemplo, Lucas Romero e Arrascaeta, ambos contundidos, já foram liberados e reforçam o time de Mano Menezes. Resta agora o zagueiro Dedé.

O defensor está com a Seleção Brasileira para o amistoso contra El Salvador. O duelo vai terminar e o clube já fretou um avião para transportar o atleta direto para São Paulo.

Para contar com Dedé, o Cruzeiro precisou, além de gastar com o voo direto, a agremiação assinou o termo de responsabilidade. Isso porque o tempo de descanso será de 24 horas, menor, alias bem menor, que o recomendado e pelo regulamento.

O treinador da seleção brasileira, Tite, já falou que Dedé não vai jogar a partida inteira, contra El Salvador, justamente para chegar a São Paulo em condições de jogo. “Quando eu era técnico de clube, sempre gostava que o técnico da Seleção tivesse um respeito para devolver em boas condições. Dedé não vai jogar o tempo todo”, finalizou.

FICHA TÉCNICA 
PALMEIRAS x CRUZEIRO

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 12 de setembro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (Brasília)
Árbitro: Wagner Reway MT (Fifa)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos – BA (Fifa) e Fabricio Vilarinho da Silva – GO (Fifa)

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique (Jean ou Lucas Lima) e Moisés; Willian, Dudu e Borja (Hyoran)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Dedé (Murilo), Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Thiago Neves, Robinho e Arrascaeta; Raniel
Técnico: Mano Menezes