Futebol/Campeonato Catarinense

Inter de Lages surge como possível zebra do Catarinense 2015

Marco Luiz Netto, especial para a GE.net - São Paulo , -
30/01/2015 00:18:08

Em: Campeonato Catarinense, Campeonatos, Futebol, Região Sul

O Campeonato Catarinense de 2015 será disputado em três fases: turno único, hexagonal/quadrangular e finais. Na primeira delas, que inclui os dez times participantes, todos se enfrentam uma vez. Os seis primeiros colocados se classificam para o hexagonal que decide o título. Os quatro últimos disputam o quadrangular do descenso.

Caso haja empate entre as pontuações de dois ou mais clubes, os critérios de desempate são, nesta ordem, os seguintes: maior número de vitórias, maior saldo de gols, maior número de gols pró, confronto direto (apenas se o empate for entre dois times), menor número de cartões vermelhos recebidos, menor número de cartões amarelos recebidos e, se a igualdade persistir, sorteio.

Em alta, Geninho sonha grande com o Avaí sem descartar retorno aos grandes

Os dois primeiros colocados no hexagonal se classificam para a final, que será disputada em dois jogos (ida e volta). A equipe que obtiver maior pontuação no hexagonal, ou ficar à frente da outra pelos critérios de desempate, joga a segunda partida em sua casa. Se houver empate nos dois jogos da final, ou se cada equipe vencer uma partida pela mesma diferença de gols, o time que se classificou para a decisão em 1º leva o título. Os três primeiros colocados do Campeonato Catarinense garantem uma vaga na Copa do Brasil de 2016.

Rebaixamento

Os quatro últimos classificados da primeira fase (turno único) disputam o quadrangular do descenso, no qual todas as equipes se enfrentam duas vezes. Os dois últimos colocados no quadrangular são rebaixados para a Série B do Campeonato Catarinense de 2016. Caso houver empate em pontos, os critérios são os mesmos válidos para a primeira fase e para o hexagonal.

Possíveis surpresas

Conforme apontado pelo técnico do Figueirense, Argel Fucks, o Inter de Lages é um dos candidatos a surpreender no Catarinense de 2015. A equipe subiu para a primeira divisão do Estadual no ano passado e, para encarar as cinco principais equipes de Santa Catarina, se reforçou com nomes conhecidos de veteranos do futebol brasileiro. Entre os reforços, chegaram a Lages o goleiro Fernando Henrique, ex-Fluminense; o atacante Reinaldo, ex-Flamengo, Santos, São Paulo e Paris Saint-Germain-FRA; o volante Diogo Oliveira, também ex-Flu e o meia Marcelinho Paraíba, ex-São Paulo, Grêmio, Flamengo e Wolfsburg-ALE.

Reforço para o meio-campo, Marcelinho Paraíba foi recebido como
Reforço para o meio-campo, Marcelinho Paraíba foi recebido como “presente de Natal” no Inter de Lages – Credito: Divulgação

Outra equipe que tem potencial para se colocar no caminho dos grandes é o Metropolitano. A equipe de Blumenau acabou a primeira fase do último Catarinense como líder, mas não conseguiu chegar à final. Para este ano, o time se reforçou com jogadores como o atacante Patrick, ex-Atlético-PR; o meia Josimar, ex-Inter de Limeira; o zagueiro Neris, ex-Avaí e o meia-atacante Jean Moser, revelado no Criciúma, que jogava no futebol austríaco. Em um dos testes de pré-temporada, o Metropolitano venceu o Paraná Clube em Curitiba por 2 a 0.

Ex-Atlético Paranaense, o atacante Patrick é esperança de gols para o Metropolitano neste Catarinense
Ex-Atlético Paranaense, o atacante Patrick é esperança de gols para o Metropolitano neste Catarinense – Credito: Divulgação