Futebol/Brasileiro Série B

Coxa bate o Boa Esporte e encaixa sequência positiva na Série B

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba , PR
04/09/2018 21:09:01 — 04/09/2018 21:15:46

Em: Boa Esporte, Brasileiro Série B, Coritiba, Futebol, Notícias
Alviverde encerrou jejum de vitórias jogando em casa (Divulgação/CFC)

O Coritiba fez as pazes com o torcedor e voltou a vencer em casa ao bater o Boa Esporte por 2 a 1, no Estádio Couto Pereira, encaixando o segundo resultado positivo seguido na Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Coxa chegou aos 36 pontos, na nona colocação. Já os mineiros estão na lanterna, com 21 pontos ganhos.

O Alviverde abriu a contagem aos 10 minutos da primeira etapa, com Rafael Lima aproveitando cobrança de escanteio para desviar e balançar a rede. Juninho Potiguar, aos 18 minutos, deixou tudo igual. Depois do intervalo, Guilherme Parede, aos seis minutos, fez o dele para os donos da casa.

Na próxima rodada, o Coritiba enfrenta o Vila Nova, sábado, no Estádio Serra Dourada. Já o Boa Esporte terá pela frente o Goiás, sexta-feira no Estádio Municipal de Varginha.

O jogo – O Coxa começou a partida tentando impor o ritmo, buscando abrir o placar o mais rápido possível. Aos três minutos, Jean Carlos arriscou o chute de longe e Fabrício fez boa defesa. Até que, aso 10 minutos, Jean Carlo cobrou escanteio, Rafael Lima apareceu no caminho para desviar e balançar a rede para fazer o gol. Aos 13 minutos Guilherme Parede fez jogada pela esquerda e cruzou fechado, mas ninguém conseguiu complementar.

No momento em que a chuva apertou no Alto da Glória, o Boa chegou ao empate, aos 18 minutos, com Juninho Potiguar, também aproveitando cobrança de escanteio, para completar com liberdade na área e deixar tudo igual. Juninho Potiguar chegou a marcar o segundo gol dele aos 25 minutos, mas a arbitragem anulou o lance para anotar impedimento do atacante.

O Coritiba sentiu o gol e mostrava intranquilidade, errando passes e deixando espaços para o adversário contra-atacar. Cobrança de falta para o time da casa, na entrada da área, aos 39 minutos, e Pablo carimbou a barreira mineira. Aos 42 minutos, foi a vez de Jean Carlos cobrar a falta e Fabricio afastar da área. O torcedor, bastante irritado, vaiou o time na saída do gramado.

Para a etapa final, as equipes retornaram sem mudanças. O Alviverde seguia impaciente, errando lances fáceis. Até que, aos seis minutos, Bruno Moraes fez o lançamento e Guilherme Parede tocou por cima do goleiro para marcar um belo gol e colocar o Coxa novamente na frente no placar. Wilson evitou um novo empate, aos 14 minutos, dividindo com Juninho Potiguar e salvando.

A equipe coxa-branca voltou a chegar bem, aos 17 minutos, com Jean Carlos batendo forte, de fora da área, pela linha de fundo, com perigo. Aos 24 minutos, Juninho Potiguar fez falta no goleiro Wilson, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Polêmica aos 32 minutos, com a bola batendo no braço de Rodrigão na área e o arbitro mandando o jogo seguir.

O Coritiba tentava administrar o resultado e, discretamente, pressionar quando possível. Aos 35 minutos, Thiago Lopes arriscou o tiro de longe, com veneno, para boa defesa de Fabrício. Em jogar desde junho, Alecsandro entrou no lugar de Bruno Moraes. Aos 45 minutos, Jean Carlos cobrou escanteio fechado e Fabricio afastou o perigo para evitar o terceiro.

CORITIBA 2 X 1 BOA ESPORTE

Local: Estádio Major, Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 04 de Setembro de 2018, terça-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
Assistentes: Diogo Carvalho Silva (RJ) e Daniel de Oliveira Alves Pereira (RJ)
Cartões amarelos : Thalisson Kelven, Vitor Carvalho, Simião e Guilherme Parede (Coritiba); Rodrigão, Juninho Potiguar e Manoel (Boa)
Cartão vermelho: Juninho Potiguar (Boa)

Gols
CORITIBA: Rafael Lima, aso 10 minutos do primeiro tempo e Guilherme Parede, aos 06 minutos do segundo tempo
BOA ESPORTE: Juninho Potiguar, aos 18 minutos do primeiro tempo

CORITIBA: Wilson; Vinícius Kiss, Thalisson Kelven, Rafael Lima e Abner (Julio Rusch); Vítor Carvalho, Simião (Thiago Lopes) e Jean Carlos; Pablo, Guilherme Parede e Bruno Moraes (Alecsandro).
Técnico: Tcheco

BOA ESPORTE: Fabrício; Maycon, Rodrigo, Luan e Jadson; Djavan, PH (Thallyson) e Aldo (Adauto); William Barbio, Juninho Potiguar e Alysson (Manoel).
Técnico: Ney da Matta