Por abertura do debate, movimento na CBF pede renúncia de Del Nero

São Paulo, SP

15-12-2015 16:30:42

Torcedores comuns se juntaram às personalidades do esporte a favor da pedida unânime (Foto:Reprodução/Twitter)
Torcedores comuns se juntaram às personalidades do esporte a favor da pedida unânime (Foto:Reprodução/Twitter)

Aconteceu na tarde desta terça, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, a primeira personificação das recorrentes críticas acerca da gestão de Marco Polo Del Nero e da situação da CBF diante do cenário crítico abalado pelos escândalos de corrupção.

O movimento, que ganhou corpo pelo Twitter através da #ocupaCBF e contou com apoio do Bom Senso FC, reuniu personalidades do esporte e outros setores, como jornalistas, artistas e cineastas. Juntos, assinaram um manifesto a favor da renúncia do atual presidente e de uma reforma a favor da transparência e da democracia.

Porta-voz escolhido para ler o manifesto na presença da imprensa, em frente à sede da entidade, o ex-jogador Raí reforçou a importância do debate. “O momento do país, do futebol, merece isso. Queremos dar voz a uma mudança futura. O melhor modelo é abrir o debate para mais atores participarem da discussão. Hoje o sistema é viciado, fechado”, declarou.

Um dos líderes do Bom Senso FC, movimento organizado pelos jogadores, o ex-atleta Alex focou na demanda política do movimento. “O que pede o manifesto é uma situação clara. Que Marco Polo e os seus vices renunciem. Se a estrutura continua, o sistema segue igual. O que a gente deseja é uma situação mais aberta, democrática”, comentou.

Representando a classe dos técnicos, Paulo Autuori, que assinou o manifesto assim como o campeão brasileiro Tite, clamou por uma maior participação popular na manifestação. “Queremos transparência e exigimos uma mudança de ideias. Espero que tenham condição de novos ares. O movimento é um sistema aberto, está sempre sendo modelado”, garantiu.

Deixe seu comentário