Ícone francês se compromete a abrir casa para abrigar refugiados

São Paulo, SP

22-09-2015 13:09:59

Ex-jogador do Manchester United e da seleção francesa, o atacante Éric Cantona admitiu, em entrevista à rádio France Inter, que pretende disponibilizar sua casa de 50 m² em Marselha, no sul da França, para abrigar os refugiados que chegam à Europa em escala crescente. O ex-atleta confessou que pensa até em bancar um ano de estadia aos imigrantes já que estes não podem trabalhar durante o primeiro ano em território francês.

“Estou tentando regularizar tudo com a prefeitura de Marselha. Tenho uma reunião na próxima semana com uma associação que trabalha com eles. Eu me comprometo, por pelo menos dois anos, a colocar à disposição dos refugiados uma casa com 50m² e um jardim de 300m². O problema é que, por um ano, eles não têm o direito de trabalhar e, por isso, teremos que alimentá-los”, declarou Cantona.

Classificando a causa dos refugiados como “importantíssima” no contexto sócio-político da Europa, Cantona ainda citou o cantor e compatriota Charles Aznavour, que se mostrou favorável aos imigrantes armênios na década de 1970, e também sua própria história de família ao elencar as motivações que o fizeram aderir ao tema.

“Aznavour conheceu isso com a Armênia. Meus avós maternos experimentaram isso, uma vez que eram republicanos espanhóis e fugiram do franquismo, cruzando os Pirineus a pé e se refugiando nas praias de Argelès, no Mediterrâneo. Acredito que isso mexe com a nossa história. Vou fazer isso porque é realmente importante, e se isso também puder servir de exemplo, é uma coisa boa”, declarou.

Deixe seu comentário