Futebol

Atacante Roger volta a jogar em partida beneficente no Pacaembu

São Paulo , SP
06/12/2017 21:43:57

Em: Bastidores, Futebol, Notícias

Estrelas do futebol brasileiro, ex-jogadores, artistas, músicos… O estádio do Pacaembu recebeu um jogo diferente e especial na noite dessa quarta-feira. Cerca de cinco mil pessoas acompanharam a 8ª edição da GRAACC Futebol Clube, partida beneficente que acontece em dezembro tradicionalmente com o intuito de conscientizar e mobilizar a sociedade sobre a importância do combate ao câncer infanto-juvenil. O Hospital GRAACC atende anualmente 3,5 mil crianças e adolescentes diagnosticados com a doença e tem um índice médio de cura de 70% dos casos.

Apesar do clima amistoso e de confraternização, o jogo foi marcante para o atacante Roger, que defendeu o Botafogo nessa temporada e vai atuar pelo Internacional de Porto Alegre em 2018. O atleta de 38 anos não disputava uma partida desde o fim de setembro, quando foi diagnosticado com um tumor benigno no rim direito e precisou passar por uma cirurgia às pressas.

“Estou muito feliz. Poder jogar uns 40 depois de quase dois meses e meio parado… É muito bom fazer aquilo que a gente ama, trabalhar, ter saúde. A gente começa a dar valor quando tende a nos faltar. Hoje estou muito feliz”, contou Roger, que chegou a ser procurado pela diretoria do Corinthians mesmo enquanto se recuperava no hospital para reforçar a equipe no ano que vem.

Em campo, quem chamou atenção foi Dodô. O artilheiro dos gols bonitos, como era conhecido no auge de sua carreira, marcou três gols e ainda deu uma assistência para o seu filho mais velho também ir às redes na vitória por 7 a 6 do time de uniforme preto. Bruno Henrique, atacante do Santos, o ex-zagueiro Bordon, que defendeu o São Paulo nos anos 90, também marcaram. Pela equipe de branco, além do próprio Roger, Gabriel, volante do Corinthians, também ajudou com gol durante a disputa que teve menos de 40 minutos por etapa.

No gramado, também estiveram presentes os pentacampeões mundiais Lúcio e Edmílson. Jorginho, lateral direito da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, ficou à beira do campo, como técnico. Sidão, goleiro do São Paulo, e os ex-atletas Zé Elias e Amoroso também fizeram parte da festa.