Futebol/Grêmio

Grêmio anuncia desistência da contratação de Gabriel Fernández

São Paulo, SP
11/01/2017 13:56:08 — 11/01/2017 13:57:03

Em: Campeonato Gaúcho, Futebol, Grêmio, Mercado

O Grêmio desistiu de contratar o atacante Gabriel Fernández. Nesta quarta-feira, por meio de nota oficial, o Tricolor Gaúcho anunciou que não foi possível realizar o acerto e que a negociação entre as duas partes está encerrada. Especula-se que o motivo para a desistência teria sido o fato de o uruguaio não ter passado nos exames médicos.

A desistência do Grêmio em realizar a contratação gerou surpresa. Isto porque na última terça-feira o atacante desembarcou no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, e tinha sua chegada dada como certa, aguardando apenas a realização dos exames médicos no CT do clube. Nesta quarta, no entanto, foi anunciado o encerramento das negociações.

Gabriel Fernández chegou a desembarcar em Porto Alegre, mas não será contratado (Foto: Divulgação)
Gabriel Fernández chegou a desembarcar em Porto Alegre, mas não será contratado (Foto: Divulgação)

Esta não é a primeira vez que o Grêmio desiste de uma contratação dada como certa nesta janela de transferências. Na semana passada, a equipe gaúcha viveu situação semelhante com o atacante Kayke. O jogador chegou a desembarcar em Porto Alegre, ser recebido pela torcida e falar como atleta do Tricolor. No entanto, no último momento, a diretoria desistiu do negócio por conta de um desacerto financeiro. O centroavante acabou acertando com o Santos.

Até o momento, o Grêmio oficializou oficialmente apenas duas contratações para a temporada: o volante Michel, que estava no Atlético-GO, e o lateral direito Léo Moura, que veio do Santa Cruz. Com a desistência da contratação de Gabriel Fernández, o Tricolor Gaúcho segue em busca de um atacante para aumentar as opções de Renato Gaúcho no elenco.

Confira a nota oficial divulgada pelo Grêmio:

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense informa que, no momento, não foi possível realizar a contratação do atleta Gabriel Fernández.

As partes, em comum acordo, dão as tratativas como concluídas.